Opinião - Editorial

Refletindo sobre o presente da maioria dos moçambicanos não é difícil entender por que razão nos tentam sempre impingir um futuro melhor. Afinal, 40 anos após a independência nacional, a retórica sobre a igualdade começa a fazer pouco sentido quando vemos uma minoria fazer-se transportar em avião e em carros de luxo, enquanto a maioria viaja abraçada nas carrinhas de caixa aberta, vulgo “my love”, pendurada nos comboios ou desloca-se de um lugar para o outro a pé.

Como fazer do “quadragésimo aniversário da nossa independência um momento de reafirmação da nossa soberania” numa altura em que os proprietários das terras, que deviam pertencer ao Estado tal como reza a Constituição, são os privilegiados do costume, que depois as entregam a estrangeiros?

 
Destaques - Nacional

Na manhã de quarta-feira (25), mais um cadáver foi achado numa rampa alguresno bairro de Murrapaniua, na cidade de Nampula. A vítima é um jovem que em vida respondia pelo nome de Carlos Manuel, de aparentemente 22 anos de idade, o qual se supõe que tenha sido agredido fisicamente por indivíduos desconhecidos, durante a noite, uma vez que apresentava ferimentos.

 
Destaques - Desporto

Começa a ser disputada neste fim-de-semana a 3ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol que só ficará concluída na quarta-feira (01), devido ao jogo amigável da selecção de Moçambique com a sua congénere do Botswana. Um dos líderes do “Moçambola” viaja a Inhambane enquanto o Ferroviário de Nampula, por não ter campo em condições, solicitou que se alterasse a data do seu jogo com o seu homónimo de Quelimane.

 
Destaques - Newsflash

Dois gêmeos recém-nascidos morreram carbonizados na noite de terça-feira (27), no bairro de Namutequeliua, na cidade de Nampula, em resultado de um incêndio de grandes que proporções que deflagrou numa residência, o qual afectou outras duas casas. Três famílias encontram-se ao relento.

 
Vida e Lazer - Saúde e bem Estar

Muecate, Nacarôa e Murrupula, distritos mais pobres da província de Nampula, onde, a par de outros pontos do país, a população ignora completamente a observância das regras básicas de higiene individual e colectiva, podem reduzir a defecação a céu aberto em virtude da construção de latrinas melhoradas no sentido de combater apropagação da diarreia e dacólera.

 
Destaques - Nacional

Em Moçambique, 72% da população ainda defeca a céu aberto por falta de latrinas. Nas zonas rurais, 86% enfrenta o mesmo problema e 43% na área urbana. Deste modo, mesmo que se assegure o acesso a água potável para toda a gente, erradicar a cólera, uma doença infecto-contagiosa resultante da falta de higiene, será um bico-de-obra, mormente porque os esforços empreendidos com vista a prover o precioso líquido para os moçambicanos excluem a questão do saneamento do meio.

 
Destaques - Newsflash

Pelo menos duas pessoas perderam a vida em consequência de um incêndio ocorrido na madrugada de quarta-feira (25), na Av. da OUA, numa das subunidades da 3a companhia telefonia móvel em Moçambique, a Movitel, na cidade de Maputo.

 
Destaques - Desporto

A selecção nacional de hóquei em patins, composta por atletas que evoluem intramuros, já iniciou os trabalhos de preparação tendo em vista a sua participação no Campeonato Mundial que será disputado na cidade francesa de La Roche-sur-yon, entre os dias 20 e 28 de Junho do ano em curso. Os treinos são orientados pela dupla Pedro Pimentel e Pedro Tivane.

Actualizado em Quinta, 26 Março 2015 10:45
 
Destaques - Nacional

Algumas horas após o Presidente Filipe Nyusi apontar o sector energético como uma das prioridades do seu Governo a capital de Moçambique registou mais uma apagão. De acordo com um porta-voz da Electricidade de Moçambique(EDM), em declarações à Rádio Moçambique, este novo apagão, que afecta vários bairros de Maputo, Matola e Inhambane desde a meia noite, deveu-se a uma avaria numa das sub-estações localizada no município da Matola.

Actualizado em Quinta, 26 Março 2015 08:25
 
Destaques - Nacional

Há cada vez mais queixas no que toca à criminalidade em Nacala-Porto, província de Nampula, uma acção desencadeada à noite por uma quadrilha de malfeitores, compsta por 10 a 15 elementos munidos de objectos contundentes que, segundo populares, irrompe pelas residências e apodera-se de vários bens, para além de violar sexualmente mulheres e crianças.

Actualizado em Quarta, 25 Março 2015 10:14