Opinião - Editorial

Há sensivelmente oito meses, dava muito gosto circular pelas artérias da cidade de Nampula. A impressão que ficava é o edil assassinado, Amurane, e a sua equipa tinham um projecto sério de tornar Nampula na cidade mais limpa do país. Porém, a situação hoje é lamentável, pois subitamente as ruas foram invadidas por todo tipo de negócios.

Presentemente, quem caminha pelas principais artérias, para além de disputar os passeios com as viaturas, é forçosamente obrigado a dividir os mesmos com vendedores informais que fazem deles os seus postos de trabalho. São pessoas que incansavelmente “mendigam” o pão diário. São, na verdade, cidadãos à mercê de uma justiça social excludente e desactualizada. Na sua maioria, são pessoas oriundas dos bairros limítrofes pobres. Vendem de tudo, desde cebola, passando pelo vestuário e calçado até aos telemóveis e os seus mais diversos acessórios, sob olhar impotente da edilidade.

Actualizado em Sexta, 25 Maio 2018 08:37
 
Destaques - Democracia

Foto de Adérito CaldeiraA Comissão Política (CP) do partido Renamo reiterou, após segundo encontro que realizou depois da morte de Afonso Dhlakama, que pretende integrar os seus militares no entanto não assumiu que vai entregar as armas, “não estamos a falar da desmilitarização” afirmou o porta-voz do órgão. Relativamente a eleição do seu novo líder ainda não há data para a reunião magna que deverá acontecer: “Há uma unanimidade dentro do partido de que à seu tempo chegaremos lá”, disse Alfredo Magumisse.

 
Destaques - Democracia

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) recenseou 88,03% potenciais eleitores, dos 7.686.012 previstos, durante o processo que decorreu de 19 de Março passado a 17 de Maio corrente, anunciou o director-geral daquele órgão, Felisberto Naife, salientando que os dados são preliminares e satisfazem a instituição.

 
Destaques - Democracia

Foto de Adérito CaldeiraA revisão pontual da Constituição da República, aprovada na especialidade e em definitivo nesta quinta-feira (24), implicou a alteração de artigos 13 e a inclusão de 22 novos para acomodar a descentralização acordada entre os partidos Frelimo e Renamo e que não envolveu uma consulta ao povo moçambicano. O @Verdade revela em detalhe as mudanças significativas à nossa Lei Mãe que reserva um Estatuto especial para a cidade capital de Moçambique.

 
Destaques - Newsflash

Pessoas não identificadas assassinaram um jovem de 24 anos de idade com recurso a uma arma branca, dentro da Escola Comunitária Hitakula, na noite de terça-feira (22), no bairro das Mahotas, capital moçambicana.

 
Vida e Lazer - Pergunte a Tina

Boa tarde Tina, tenho 22 anos estou noiva há um ano, e sempre que tenho relações com o meu parceiro, nunca usamos camisinha. Eu parei de usar o anticoncepcional Depo-provera faz quase quatro meses e até então a minha menstruação não desce. Arrependo-me muito de ter parado. Agora, depois de um dia que tive relação, logo depois comecei a sentir uma coceira na vagina e no dia seguinte começou a sair um líquido branco com pedaços tipo coalhada e coça demais, será que pode ser candidíase ou o meu parceiro me passou algo? Desde já agradeço. Anna.

 
Destaques - Democracia

A Assembleia da República (AR) elegeu na quinta-feira (24) o ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Isaque Chande, para o cargo de Provedor de Justiça, em substituição de José Abudo, que exerceu o cargo durante 10 anos e já estava fora de mandato desde Maio de 2017.

 
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

 
Destaques - Economia

Foto de António MuiangaQuestionado pelos deputados da Assembleia da República (AR) em Sessão de Perguntas ao Governo o ministro da Economia e Finanças não revelou qual é a real situação de insustentabilidade da Dívida Púbica de Moçambique, “eu quero dar na base da metodologia que estamos a usar e não a do FMI” disse ao @Verdade. Contudo por causa da insustentabilidade da Dívida Pública o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) declarou que o nosso país está a perder até 80 milhões de dólares de financiamento.

Actualizado em Sexta, 25 Maio 2018 17:06
 
Destaques - Newsflash

Dois funcionários e igual número de estudantes da Universidade Pedagógica (UP), delegação de Quelimane, na província da Zambézia, foram recolhidos aos calabouços, na terça-feira (22), por ordens da Procuradoria Provincial da Zambézia, por alegado envolvimento no desvio de mais de um milhão e trezentos meticais.

Actualizado em Sexta, 25 Maio 2018 07:52