Pelo menos 40 pessoas são mortas por paramilitares no leste da Etiópia
Destaques - África
Escrito por Agências  
Terça, 14 Agosto 2018 08:18
Share/Save/Bookmark

Pelo menos 40 pessoas foram mortas por forças paramilitares no leste da Etiópia durante o final de semana, disse uma autoridade regional de alto escalão nesta segunda-feira, o episódio de violência mais recente provocado por divisões étnicas.

Os tumultos irromperam inicialmente ao longo da fronteira das províncias Somali e Oromiya do país em setembro e afugentaram quase um milhão de pessoas, mas a violência havia arrefecido em Abril.

Nesta segunda-feira o porta-voz do governo regional de Oromiya, Negeri Lencho, disse que membros fortemente armados de uma força paramilitar da região de Somali realizaram os ataques através da divisa no distrito de Hararghe Oriental de Oromiya.

“Ainda não sabemos por que forças liyu atacaram as áreas no sábado e no domingo”, disse ele, referindo-se aos soldados paramilitares. “Mas sabemos que todas as vítimas são oromos étnicos. Ao menos 40 foram mortos nos ataques”.

Uma semana antes, multidões saquearam propriedades de minorias étnicas em Jijiga, a capital da região de Somali. O governo central disse que os tumultos foram atiçados por autoridades regionais que se desentenderam com autoridades centrais que tentavam investigar abusos de direitos humanos na região.

Segundo o porta-voz, as autoridades disseram que o governo as estava forçando a renunciar ilegalmente e que as forças liyu participaram dos ataques sob suas ordens. As forças são consideradas leais ao líder regional, Abdi Mohammed Omer, que renunciou desde então.

As autoridades da região de Somali não estavam disponíveis de imediato para comentar.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom