Protestos contra governo na Argélia entram em 3º dia e polícia usa gás lacrimogéneo
Destaques - África
Escrito por Agências  
Segunda, 25 Fevereiro 2019 08:24
Share/Save/Bookmark

A polícia argelina usou gás lacrimogéneo para dispersar centenas de manifestantes no terceiro dia consecutivo de protestos políticos contra planos do raramente visto presidente Abdelaziz Bouteflika de estender seu regime de 20 anos ao buscar um quinto mandato.

Milhares de pessoas tomaram as ruas da capital e outras cidades desde a sexta-feira pedindo que autoridades abandonem os planos para Bouteflika, de 81 anos, participar de eleições presidenciais programadas para 18 de Abril.

Bouteflika, que está no comando desde 1999, sofreu um derrame em 2013. Desde então, ele foi visto em público apenas algumas vezes e não concede discursos há anos.

Os seus oponentes afirmam que não há evidência de que ele esteja em condições de liderar o país, que segundo eles está sendo governado por conselheiros. Autoridades dizem que Bouteflika ainda exerce firme controle sobre assuntos, apesar de raras aparições públicas.

“As pessoas não querem Bouteflika”, gritava a multidão em protesto convocado por um grupo da oposição, o Mouwatana. Um jornalista da Reuters viu gás lacrimogéneo ser lançado para dispersas a multidão.

A Argélia vive tumultos nas ruas desde a Primavera Árabe, em 2011, que derrubou governantes dos países vizinhos do Norte da África, incluindo Egipto, Líbia e Tunísia.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom