Noite de premiação dos concorrentes do “Ngoma Moçambique” foi dos “Langas”, para o orgulho de Hortêncio Langa
Vida e Lazer - Cultura
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 03 Dezembro 2018 06:56

«Quem sai aos seus não degenera». Este ditado popular, que assenta como uma luva na vocalista Xivel Langa e no baterista e percussionista Texito Langa, é o que se viu na gala de premiação aos concorrentes do “Ngoma Moçambique” – edição 2018 – na última sexta-feira (30), na capital moçambicana. Os irmãos Xixel e Texito Langa, filhos do conceituado músico Hortêncio Langa, arrebataram os galardões de “melhor canção” e “revelação”.

Actualizado em Terça, 11 Dezembro 2018 07:36
 
“Os músicos de agora já não investem muito na produção de discos” em Moçambique, em 2017 só foram colocados no mercado 5.262
Vida e Lazer - Cultura
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 17 Julho 2018 06:52

Contrastando com a crescente produção de música em Moçambique a instituição que atesta a originalidade dos fonogramas está a receber cada vez menos solicitações de selos, em 2017 emitiu somente 5.262, menos de um terço do que em 2016. “Os músicos de agora já não investem muito na produção de discos”, explicou a directora do Instituto Nacional do Livro e do Disco (INLD).

Actualizado em Segunda, 23 Julho 2018 08:06
 
Niassa é a província mais cultural de Moçambique
Vida e Lazer - Cultura
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 12 Julho 2018 08:09

Grafismo de Nuno TeixeiraMoçambique tem mais de 7 mil grupos grupos culturais dos quais 54 por cento dedicam-se à dança, 18 por cento à música ligeira, 14 por cento são grupos corais, 8 por cento praticam a música tradicional e apenas 6 por cento fazem teatro. A maioria dos dançarinos encontram-se na Região Norte, particularmente na província do Niassa.

 
Pág. 1 de 81