Refugiados cantam e encantam em Nampula
Vida e Lazer - Cultura
Escrito por Redação Centro/ Norte  
Sexta, 03 Outubro 2014 14:20
Share/Save/Bookmark

Uma banda denominada “Nova Imagem de Maratane”, constituída por 15 elementos de nacionalidade congolesa em regime de refugiado em Moçambique, conquistou, nos últimos cinco anos,  o brilho artístico cultural no seio das comunidades circunvizinhas da cidade de Nampula.

O agrupamento vem desenvolvendo as suas actividades culturais em várias localidades daquela província, desde o ano 2008, tendo em 2012 obtido uma das melhores conquistas, quando actuou pela primeira vez durante as celebrações do 41° aniversário da cidade de Nacala-Porto.

À margem da 9ª edição de “On'hipiti Festival 2014”, que decorreu entre 27 e 28 de Setembro passado, David Kitoko, representante da banda, garantiu muitas surpresas para o público a partir do próximo ano. De acordo com Kitoko, para além da banda ter conseguido alcançar os primeiros passos sob ponto de vista dos seus objectivos, o agrupamento pretende ainda expandir a sua área de actuação, por forma a contribuir no desenvolvimento da cultura moçambicana.

Em Nampula, a banda já actuou em mais 10 distritos daquela província, para além da vizinha província da Zambézia. Entretanto, a falta de patrocínio constitui uma dos maiores constrangimentos do grupo que, para além das províncias de Nampula e Zambézia, pretende cobrir as regiões de centro e sul do país. “Nunca tivemos oportunidade de actuar em outras províncias, além da Zambézia e Nampula, por falta de apoio, mas agradecemos muito ao governo e alguns empresários da província pelo espaço que nos dão para divulgarmos as nossas actividades, isso é importante para a nossa banda”, afirmou.

A banda “Nova Imagem de Maratane” interpreta as suas músicas em língua inglesa, maior parte das quais expressando o sofrimento do povo congolês.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 03 Outubro 2014 14:45
 
Avaliação: / 1
FracoBom