Moçambola: Maxaquene travado em Nacala vê canarinhos a apenas 2 pontos
Destaques - Desporto
Escrito por Duarte Sitoe  
Segunda, 13 Julho 2015 09:14
Share/Save/Bookmark

Na cidade portuária de Nacala os adeptos voltaram a interromper um jogo do Moçambola, decorria o minuto 85 e os anfitriões acabavam de inaugurar o marcador, os jogadores do Maxaquene reclamaram e após a confusão que se gerou no relvado, das bancada choveram objectos que ditaram a interrupção e a vitória da equipa treinada por Sérgio Faife. No jogo grande da 14ª jornada os canarinhos venceram os bi-campeões e isolaram-se na segunda posição a 2 pontos dos tricolores, que apesar da derrota, manteve a liderança.

Enquanto os “nacalenses” festejavam o golo de Marufo os tricolores rodearam o árbitro António Munguambe reclamando de uma alegada irregularidade antes do tento, Zabula foi além das palavras e usou a cabeça sobre o juíz acabando por ser expulso, assim como o seu colega Simplex.

Entretanto a festa nas bancadas transformou-se em contestação, não está claro se aos jogadores do Maxaquene ou a equipa de arbitragem, que culminou com uma “chuva” de objectos para o relvado colocando em perigo a integridade física de quem estava no retângulo de jogo do campo da Bela Vista.

Antes também já haviam sido expulsos do jogo o treinador dos tricolores, Chiquinho Conde, e o massagista por reclamarem de um cartão amarelo para o guarda-redes Simplex que, segundo o árbitro estaria a queimar tempo repondo a bola com lentidão.

Ao longo dos 85 minutos jogados a equipa de Sérgio Faife não deu espaço de manobra ao Maxaquene e, a espaços, foi criando boas jogadas de ataque que não terminaram no fundo das redes graças a segurança de Simplex.

Ferroviário de Maputo volta a golear

Sob o comando de Carlos Manuel, e a jogar no seu estádio em Maputo, os locomotivas voltaram a golear, desta vez a “vítima” foi o lanterna vermelha, Ferroviário de Quelimane.

Edmilson, Manucho e Lewis marcaram os golos do Ferroviário de Maputo que saltou para o 4º lugar, ao lado da Liga Desportiva de Maputo, com o melhor ataque do Moçambola com 20 golos, 10 dos quais marcados na quatro partidas orientadas por Carlos Manuel.

Os representantes de Inhambane vieram à capital afundar ainda mais o Desportivo de Dário Monteiro que caiu para penúltimo lugar da tabela.

No clássico entre Ferroviários, de Nampula e da Beira, um golo solitário de Daúde garantiu a vitória dos anfitriões que ultrapassaram os seus homónimos na tabela classificativa.

Costa do Sol a 2 pontos do líder

A disputa pelo 2º lugar do Campeonato Nacional de Futebol começou muito repartido e com os canarinhos e muçulmanos a não quererem perder. A Liga criou o primeiro perigo por Zé Luís, à passagem no minuto 18, que ganhou um ressalto à entrada da grande área e rematou rasteiro para uma defesa apertada de Soarito. Na resposta Dito, com um passe magistral, serviu Ruben que rematou ao lado do poste direito de Acácio, já batido.

Só depois da meia hora o perigo voltou a rondar as balizas, João Mazive recuperou a bola na direita e lançou Mfiki que cruzou para a grande área onde Lineker, com um toque subtil, serviu Ruben mas só com Acácio pela frente rematou ao lado.

Depois do intervalo, Daúdo Razack, no lugar de Litos que está a cumprir 30 dias de castigo pelas suas atitudes no jogo da 13ª jornada contra o Ferroviário da Beira, fez entrar Manuelito no lugar do apagadíssimo Telinho para tentar flanquear o jogo de modo que as bolas chegassem a Washington.

A Liga Desportiva teve mais bola mas foi o Costa do Sol que criou perigo, no minuto 56, Jojó, dentro da pequena área, rematou por cima. Quatro minutos depois, Mfiki galgou o flanco esquerdo e cruzou para a pequena área onde Lineker desviou para a baliza mas Acácio fez mais uma boa defesa.

A Liga não conseguia ligar o seu ataque e, inevitavelmente, os canarinhos chegaram ao golo. Minuto 84, após dois lances passíveis de falta, a beneficiarem primeiro os canarinhos e depois os bicampeões nacionais, Ruben com um passe teleguiado isolou o zambiano Lineker e que rematou sem hipóteses para Acácio.

Com este resultado, a equipa de Nélson Santos isolou-se na 2º posição com 25 pontos, mas 3 pontos que a Liga Desportiva de Maputo e menos 2 pontos que o Maxaquene.

Eis os resultados da 14ª jornada:

Costa do Sol 1-0 Liga Desportiva de Maputo

Ferroviário de Maputo 3-0 Ferroviário de Quelimane

1º de Maio de Quelimane 1-1 Chibuto FC

Ferroviário de Nampula 1-0 Ferroviário da Beira

HCB de Songo 0-0 Desportivo de Nacala

Ferroviário de Nacala 1-0 Maxaquene

Desportivo de Maputo 0-1 ENH FC

A classificação está assim reordenada:

CLUBESJVEDBMBSP
Maxaquene1483312527
Costa do Sol1474315825
Ferroviário de Nacala1473412724
Ferroviário de Maputo14644201122
Liga Desportiva de Maputo1464414822
1º de Maio de Quelimane14473111219
ENH FC14545111519
Ferroviário de Nampula1454591019
Ferroviário da Beira14527131317
10ºDesportivo de Nacala1445591517
11ºHCB do Songo1444681016
12ºChibuto FC14356111214
13ºDesportivo Maputo1435671314
14ºFerroviário de Quelimane1424851510

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Terça, 14 Julho 2015 14:59
 
Avaliação: / 2
FracoBom