Taça da Liga: Costa do Sol, Chibuto FC, HCB de Songo e Ferroviário de Nacala nas meias-finais
Destaques - Desporto
Escrito por Duarte Sitoe  
Quarta, 09 Setembro 2015 07:32
Share/Save/Bookmark

O Costa do Sol, graças a um golo solitário de Ruben, derrotou, no pretérito fim-de-semana, o Maxaquene, em partida dos quartos-de-final da terceira maior prova do calendário futebolístico nacional, a Taça da Liga. Quem também garantiu uma vaga nas semifinais é o HCB de Songo que recebeu e goleou o Ferroviário de Quelimane pelos esclarecedores 4 a 1.

Mesmo com o compromisso dos "Mambas", que, mais uma vez, envergonharam os 23 milhões de moçambicanos, a Liga Moçambicana de Futebol, entidade responsável pela organização do Moçambola, agendou jogos referentes aos quartos-de-final da Taça da Liga.

Naquela que foi a partida mais aguardada, o Costa do Sol mediu forças com o Maxaquene.

Neste confronto, os canarinhos, que nesta época foram derrotados por três vezes pelos tricolores, entraram com a clara intenção de se vingar dos campeões do Inverno do Moçambola, que neste jogo contaram com os préstimos de Simplex e Zabula, visto que a Taça da Liga ainda não é uma competição oficial.

Foi, diga-se, um pobre espectáculo de futebol, uma vez que as duas equipas estiveram aquém das expectativas, sobretudo o conjunto de Chiquinho, que não conseguia sair com o esférico controlado.

Na primeira parte, os dois guarda-redes, Simplex e Soarito, foram meros espectadores. Os avançados das duas equipas não conseguiram criar jogadas dignas de registo. Com o nulo foi-se para o intervalo.

Ruben resolve e apura Costa do Sol para as meias-finais

No reatamento, os dois treinadores, Chiquinho Conde e Nelson Santos, fizeram mexidas nos seus xadrezes; porém, nenhuma das formações conseguia criar jogadas de encher o olho.

Nesta etapa, diferentemente do que aconteceu na primeira parte, o Maxaquene era a formação que estava na mó de cima no que toca à percentagem da posse de bola.

Aos 72 minutos, Zabula, dentro da grande área, derrubou Parkim e o árbitro assinalou castigo máximo a favor da formação que jogava em casa. Na marca dos 11 metros, Dário não teve frieza para desfeitear Simplex e acertou na trave.

Naquela que foi a melhor oportunidade do Maxaquene na segunda parte, Whisky, na sequência de um livre a castigar uma falta de Dário Khan sobre Lukman, desferiu um portentoso remate, mas a bola passou a escassos centímetros da barra transversal da baliza à guarda de Soarito.

Quando tudo indicava que o vencedor da partida seria encontrado na lotaria das grandes penalidades, Manuelito, com um passe magistral, isola Ruben, que aproveitou a desorientação da defensiva tricolor para fixar o resultado final em 1 a 0.

Chibuto FC e HCB também apurados para as meias-finais

Ainda nos quartos-de-final da Taça da Liga, o HCB de Songo recebeu e venceu o Ferroviário de Quelimane pelos categóricos 4 a 1 e qualificou-se para as semi-finais do certame.

Quem também garantiu um lugar na próxima fase é o Chibuto FC, que venceu a Liga Desportivo, na lotaria das grandes penalidades, pela marca de 5 a 4, uma vez que o nulo prevaleceu até o final do tempo regulamentar.

No Estádio Nacional de Nampula, o Ferroviário local foi surpreendido pelo seu homónimo de Nacala pela marca de 4 a 2.

Refira-se que nas meias-finais o Costa do Sol vai medir forças com o Chibuto FC, enquanto o Ferroviário defrontará o HCB de Songo.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom