Qualificação CAN 2019: Guiné-Bissau impõe empate a Moçambique
Destaques - Desporto
Escrito por Adérito Caldeira  
Segunda, 10 Setembro 2018 07:27
Share/Save/Bookmark

Foto de Adérito CaldeiraMoçambique esteve em vantagem por duas vezes mas acabou consentindo um empate a duas bolas, com sabor a derrota pois o golo da Guiné-Bissau aconteceu já em tempo de compensação, no passado sábado (08) em Maputo. Contudo os “Mambas” mantêm o 1º lugar do grupo K de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, com os mesmo pontos dos “Djurtus”.

A principal selecção de futebol do nosso país não entrou bem para o relvado do estádio nacional do Zimpeto deixando a bola na posse dos “Djurtus” que criaram as primeiras jogadas de perigo perante a incredulidade dos milhares de moçambicanos que encheram, como há muito não se via, as bancadas. Apáticos os “Mambas” deixaram-se enredar nas teia dos guineenses até perto do intervalo.

Mas como no futebol nem sempre quem tem mais bola ganha jogos, no primeiro minuto de compensação, na marcação de um livre no flanco direito, Dominguez colocou o esférico na área, onde bateu no relvado e de cabeça de Zainadine Jr. atirou para defesa instintiva de Jonas Mendes, porém a bola sobrou para o defesa internacional moçambicano que de pé direito fez a recarga para o fundo das redes.

Os “Mambas” voltaram dos balneários galvanizados pelo público, que entretanto começou a festa nas bancadas, e entraram ao ataque. Luís Miquissone, servido por Domingues, na cara do guarda-redes atirou para as nuvens.

Aproveitando o balanceamento atacante dos anfitriões a Guiné-Bissau em contra-ataque rápido empatou, decorria o minuto 51, Toni Silva foi lançado pelo flanco direito, deixou os defensores para trás e serviu Carlos Embaló que na passada atirou para o fundo das redes de Guirrugo.

Os pupilos de Abel Xavier continuaram ao ataque, Witinesse era o mais perigoso, mostrou que o seu pé esquerdo está cada vez melhor e foi colocando à prova do guardião dos “Djurtus”.

Porém os guineenses, que na 1º jornada venceram a selecção da Namíbia, vieram à Maputo para não perder e faziam o seu jogo com muita segurança na troca da bola e sempre que puderam ameaçaram a baliza de Guirrugo.

Foi novamente a partir de uma jogada que começou num lance de bola parada Moçambique voltou a marcar. Decorria o primeiro minuto de compensação quanto Witinesse voltou a disparar de pé esquerdo, desta vez de livre frontal acertou no poste esquerdo de Jonas, caprichosamente a bola não entrou e foi beijar o poste contrário, mas sobrou para Edmilson que rematou e desta vez o esférico bateu na trave e não entrou. Valeu o oportunismo de Maninho, que entrou para o lugar do capitão Dominguez, que num remate acrobático de pé direito enfim introduziu a bola na baliza para explosão de alegria no Zimpeto.

“Fica um sabor amargo da forma que sofremos o golo de empate”

Contudo o Sr. Ahmad Heeralall, o árbitro principal, havia dado 4 minutos de compensação e a poucos segundos do minuto 97 nove jogadores moçambicanos assistiram os “Djurtus” empatar na sequência de um lançamento de linha lateral que levou a bola até a grande área onde foi cabeceada para Federik Mendy que no segundo poste atirou a contar.

“Eu não sei se o jogo já tinha acabado ou não, os minutos de compensação dados pelas paragens no jogo, e nesse sentido fica um sabor amargo da forma que sofremos o golo de empate, mas continuamos em primeiro e isto é uma fase de sofrimento, pela forma como sofremos o golo, mas estamos em primeiro. Moçambique se está a afirmar no panorama internacional, mais uma vez e vamos da continuidade ao nosso trabalho. E da forma como os jogadores estão a interpretar as coisas estou muito confiante em relação ao futuro”, afirmou o seleccionador nacional Abel Xavier.

Com este empate caseiro os “Mambas”, que na 1º jornada venceram a Zâmbia, desperdiçaram a possibilidade de isolarem-se no comando do Grupo K de apuramento para o CAN do próximo ano que vai ser disputado nos Camarões e repartem a liderança com Guiné-Bissau com 4 pontos enquanto os zambianos e namibianos, que empataram a uma bola, somam apenas 1 ponto.

Na próxima jornada, marcada para 10 de Outubro, Moçambique recebe em Maputo a selecção da Namíbia.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Segunda, 10 Setembro 2018 18:56
 
Avaliação: / 2
FracoBom