Escrito por Redação   
Quarta, 12 Dezembro 2018 08:14

O ministro da Defesa Nacional, Atanásio M’tumuke, nomeou os oficiais generais Brigadeiro Xavier António, Comodoro Inácio Luís Vaz e Brigadeiro Araújo Andeiro Maciacona, para exercerem, interinamente, as funções de diretores dos departamentos de Operações, de Informações Militares e de Comunicações, respectivamente.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 12 Dezembro 2018 08:11

A União Europeia (UE) assegurou, na terça-feira (11), em Maputo, o apoio financeiro ao Desarmamento, à Desmobilização e à Reintegração (DDR) dos homens residuais da Renamo, processo que segundo o “Memorando de Entendimento Sobre Assuntos Militares”, assinado pelo Governo e pela Renamo, deverá levar 210 dias (sete meses), contados a partir de 06 de Outubro passado, data em que o Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou o seu início.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 11 Dezembro 2018 07:21

Foto de Emildo SamboEm Moçambique não se sabe quantas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais (LGBT) existem, mas acredita-se que sejam muitos e a sua luta para serem aceites e reconhecidos é ampla e longe do fim. O Governo nega personalidade jurídica à Lambda e argumenta que, apesar de a “homossexualidade não ser proibida” no país, “também não é permitida. (...) Somos muito tolerantes, mas ver homens casados com outros homens não é algo que possamos apoiar.” Enquanto isso, os homossexuais seguem marginalizados, violentados e alvos de todo o tipo de desprezo, preconceito e discriminação, de acordo com as conclusões a que chegou o especialista independente das Nações Unidas, Victor Madrigal-Borloz, na sua visita a Moçambique.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 10 Dezembro 2018 07:55

A esposa do empresário português raptado a 29 de Julho de 2016, no distrito de Marínguè, província de Sofala, Salomé Sebastião, está em Maputo, desde a semana finda, para pressionar as autoridades moçambicanas a esclarecerem o desaparecimento do seu marido, Américo Sebastião, cujo processo de investigação já foi arquivado. Ela entregou à Assembleia da República (AR) mais uma petição através da qual exige que a vítima seja devolvida ao convívio familiar. Saliente-se que Portugal avisou, ano passado, que não iria se deixar vencer pelo cansaço, uma vez que Moçambique tem pautado por um “prolongado e insólito mutismo.”

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 07 Dezembro 2018 07:56

Gabinete do primeiro-ministroA Lei do Orçamento do Estado para o próximo ano foi chancelada na Assembleia da República(AR), nesta quinta-feira(06), pelos deputados do partido Frelimo que nem sequer tiveram as suas poucas recomendações incluídas. As únicas alterações à proposta submetida pelo Governo de Filipe Nyusi foram feitas pelo deputado Eneas Comiche.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 06 Dezembro 2018 07:57

ArquivoApontado como demissionário em pelo menos duas ocasiões, referido como incompetente por pela Sociedade Civil o ministro Adriano Maleiane manifestou nesta quarta-feira(05) o seu desejo de manter-se no Governo durante o próximo mandato de Filipe Nyusi. “Todos nós vamos trabalhar para que em 2020 eu esteja também aqui convosco” afirmou na Assembleia da República.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 06 Dezembro 2018 07:53

O primeiro-secretário da Frelimo na cidade de Maputo, Francisco Mabjaia, já não é “todo-poderoso”. Foi deposto, na madrugada de quarta-feira (05), do cargo que sempre desejou e arquitectou várias artimanhas para consegui-lo. Aliás, todo o secretariado caiu “por má direcção e prepotência do seu líder”, bem como “por intrigas no seio dos camaradas”, apurou o @Verdade.

 
Escrito por Redação   
Quarta, 05 Dezembro 2018 06:27

A Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA), na capital de Moçambique, considera muito sérias as anomalias que houve na repetição da eleição dos órgãos autárquicos, no dia 22 de Novembro último, na vila de Marromeu, província de Sofala. Diz ainda que “leva muito a sério as questões levantadas por vários observadores eleitorais independentes.”

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 04 Dezembro 2018 06:35

A Renamo venceu em todas as oito mesas de votação onde a 22 de Novembro passado houve repetição da eleição dos membros da assembleia autárquica e do presidente do conselho autárquico de Marromeu. Dados tornados público esta segunda-feira (03), em Maputo, pela agremiação Votar Moçambique, sugerem que os órgãos eleitorais podem ter recorrido a cambalacho para favorecer à Frelimo, partido no poder, e forçaram a sua vitória.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 114