Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 18 Janeiro 2019 06:02

SADCO Presidente de Moçambique, que no passado sábado(12) felicitou Félix Tshisekedi pela eleição como Presidente da República Democrática do Congo(RDC), gazetou a cimeira de emergência realizada nesta quinta-feira(17), na Etiópia, sobre o impasse que se verifica naquele país da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral(SADC, na sigla em inglês) e que pediu “a suspensão da proclamação dos resultados definitivos das eleições”. O @Verdade apurou que Filipe Nyusi esteve na capital moçambicana sem nenhuma agenda oficial.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 17 Janeiro 2019 06:09

Foto de Fungai CaetanoOssufo Momade, coordenador interino do maior partido da oposição em Moçambique, a Renamo, apelou, em tom brando, na terça-feira (15), no distrito de Gorongosa, província de Sofala, aos moçambicanos para deixarem o ódio e tratarem-se como irmãos, independentemente das diferenças que tiverem. Segundo ele, o partido que dirige não tem inimigos e considera-se uma “alternativa para governar o país”.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 14 Janeiro 2019 08:17

Os membros das assembleias autárquicas e os presidentes dos conselhos autárquicos, eleitos nas eleições de 10 de Outubro e 22 de Novembro de 2018 [houve repetição em Marromeu], nos 53 municípios, vão tomar posse entre 08 e 14 de Fevereiro próximo. O Ministério da Administração Estatal e Função Pública (MAEFP) já preparou os respectivos “guiões de investidura”.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 14 Janeiro 2019 08:16

O Presidente Filipe Nyusi felicitou Félix Tshisekedi pela eleição como Presidente da República Democrática do Congo divergindo da Comunidade de Desenvolvimento Sul Africana(SADC, na sigla em inglês) que sugeriu a recontagem dos votos de um pleito que é contestado por alegada fraude.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 14 Janeiro 2019 08:12

O Tribunal Administrativo (TA) chumbou o recurso interposto por Manuel de Araújo, à sua perda de mandato do cargo de presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, por alegada “falta de fundamento legal” para desaprovar a mesma decisão que já tinha sido tomada pelo Conselho de Ministros, em Agosto de 2018. Na sua decisão, o TA ressalta que, pese embora o “recurso contencioso em apreço” seja “um acto administrativo (...)”, tem efeitos sobre a eleição do recorrente, por conta da sua inelegibilidade, na altura em que concorreu por um partido diferente do que o elegeu [MDM], em 2013. Todavia, o mesmo acórdão do TA, que não esclarece em que situação fica o visado, relativamente ao mandato 2019-2023, pode não prejudicar a tomada de posse de Manuel de Araújo, porque já foi proclamado eleito pelo Conselho Constitucional (CC), cujos acórdãos “são de cumprimento obrigatório e não são passíveis de recurso”.

 
Escrito por Redação   
Sexta, 11 Janeiro 2019 06:29

O jornalista da Rádio Comunitária de Nacedje, Amade Abubacar, segue privado de liberdade e incontactável, há uma semana, em Cabo Delgado. A sua família sabe apenas que ele se encontra detido num quartel militar em Mueda, mas não é permitida qualquer contacto nem informações sobre a situação e saúde da vítima.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 08 Janeiro 2019 07:44

Dez dias após a detenção do antigo ministro da Economia e Finanças e deputado da Assembleia da República na África do Sul, Manuel Chang, o Governo de Filipe Nyusi mantém um silêncio sepulcral, aproveitando as férias que grande parte dos membros do Conselho de Ministros está a gozar até ao final do mês.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 26 Dezembro 2018 08:36

O coordenador interino da Renamo, Ossufo Momade, disse na segunda-feira (24), em oposição ao Presidente da República, Filipe Nyusi, que o “Estado da Nação é mau” e não há condições para ser “estável e inspirar confiança” aos moçambicanos. Ele acusou ainda a Frelimo e o Governo de atrasarem o processo das negociações, porque, supostamente, não estão interessados com a “paz e a reconciliação nacional”.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Domingo, 23 Dezembro 2018 19:06

Foto de Emildo Sambo“Nós a Renamo não aceitamos esses resultados. Por via disso, em Marromeu ninguém vai governar (...)”, foi com estas declarações que o maior partido da oposição em Moçambique reagiu à validação, pelo Conselho Constitucional (CC), dos resultados da repetição da eleição do dia 22 de Novembro passado, na autarquia da vila de Marromeu, onde a Frelimo a sua cabeça-de-lista, Victória Timbe, são vencedoras.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 116