Escrito por Redação  
Quinta, 12 Junho 2014 11:50
Share/Save/Bookmark

Minutos depois de uma coluna escoltada pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) ter sido atacada à entrada de Muxúnguè, o exército moçambicano lançou roquetes contra uma igreja pertecente a uma ceita que não apurámos, sita a poucos quilómetros da mesma vila, na província de Sofala, sem causar vítimas humanas, na tarde desta quarta-feira (11), em virtude da suspeita de que albergava homens armados da Renamo.

Entretanto, José Luís, pároco de Muxúnguè, assegurou à Lusa que ouviu estrondos de cinco ou seis explosões de granadas numa altura em que estava a meditar, por voltas das 17h:30. Ele confirmou, também, o abandono de casas por parte da população.

Sobre o incidente, o Hospital Rural de Muxúnguè indica ter recebido apenas um ferido civil que sofrem com os estilhaços de uma arma de fogo durante os disparos

Refira-se que esta não é a primeira vez que o exército invade e ataca habitações e instituições alheias à procura dos guerrilheiros da Renamo, o que anula o argumento recorrente do Governo, segundo o qual este antigo movimento rebelde protagoniza ataques.

 

CONFIRA OS INCIDENTES QUE TEMOS REGISTADOS DESDE O REINÍCIO DA GUERRA EM MOÇAMBIQUE

Moçambique - Retorno à guerra?

Ver Mapa do conflito no Google Maps

Subscrever Newsletter diária A Verdade todos os dias
Seu email:

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom