Escrito por Adérito Caldeira  
Sexta, 15 Dezembro 2017 09:35
Share/Save/Bookmark

Foto da Presidencia da RepúblicaO Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder do partido Renamo, Afonso Dhlakama, adiaram a Paz definitiva em Moçambique para o próximo ano. Nenhum dos documentos sobre o processo de Descentralização, Desarmamento, Desmobilização e Reintegração e que deverão ser aprovados pela Assembleia da República está pronto para aprovação. Após a última conversa que Nyusi e Dhlakama mantiveram telefonicamente, nesta quarta-feira(13), “endereçaram votos de Festas Felizes a todo o povo moçambicano”.

Um comunicado da Presidência da República tornou público que o Presidente Nyusi deslocou-se ao distrito Gorongosa, na província de Sofala, para manter um encontro com o Presidente do partido Renamo porém, “por motivos organizacionais o encontro teve de realizar-se de forma indirecta, tendo o Presidente da República, indigitado o Comandante Geral da Polícia como seu enviado até ao local onde se encontrou com o Líder da Renamo. Por outro lado, a partir daquele lugar, o Presidente da República dialogou com o Presidente da Renamo, por meio de teleconferência que decorreu num ambiente de cordialidade.”

“Durante a interacção, o Chefe de Estado Moçambicano e o Presidente da Renamo debruçaram-se sobre os progressos no processo de paz e constataram, com agrado, que se registam avanços rumo ao consenso mútuo e finalização do conteúdo dos documentos a acordar”, refere o comunicado que refere que “as propostas sobre o processo de Descentralização, Desarmamento, Desmobilização e Reintegração deverão ser apresentadas à Assembleia da República para debate.”

Acontece que até ao fecho desta edição do @Verdade nenhuma desses documentos que deverão preceder a assinatura de um acordo de Paz definitivo foi sequer submetido ao Parlamento cuja VI sessão ordinária deveria encerrar nesta sexta-feira(15), mas só deverá terminar na próxima semana, depois de justamente o Chefe de Estado for apresentar o seu Informe sobre o Estado da Nação na quarta-feira(20).

Talvez por isso o comunicado da Presidência termine indicando que “o Presidente da República e o Presidente da Renamo, endereçaram votos de Festas Felizes a todo o povo moçambicano do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Índico”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom