Escrito por Emildo Sambo  
Quarta, 16 Maio 2018 07:46
Share/Save/Bookmark

Desde o início do recenseamento eleitoral, a 19 de Março passado, o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) reduziu 2.421.989 eleitores, dos 8.500.000 que deviam ser inscritos, mas, mesmo assim, pode não atingir a meta programada. O processo termina esta quinta-feira (17), mas até o dia 13 de Maio em curso, tinham sido recenseados pelo menos 6.078.011 (79.89%), dos 7.599.200 previstos.

A última actualização daquele órgão de administração eleitoral no país deixa claro que houve uma redução, pela terceira vez, do número de eleitores.

A primeira diminuição foi de 8.500.000 eleitores para 8.063.879. A segunda, deste último número para 7.817.887 e deste – a terceira – para 7.599.200.

Cláudio Langa, porta-voz do STAE, alegou, há poucos dias, que a redução se devia “fundamentalmente ao acerto que as delegações provinciais do Instituto Nacional de Estatística (INE) de Nampula, da Zambézia e de Manica fizeram em função da divisão administrativa dos distritos que sofreram alterações, em 2013”.

No que à situação de cada província diz respeito, até o último domingo, Niassa mantinha a tendência de franca afluência de eleitores, tendo inscrito só 62,65%, desde o começo do processo.

Enquanto a cidade de Lichinga rondava os 85,03%, os distritos de Mandimba, Metangula e Marrupa não passavam de 38,51%, 49,22% e 59,69%, respectivamente.

Em Cabo Delgado, uma das províncias onde a situação é deveras satisfatória, apenas a cidade de Pemba havia registado 75,90% de potenciais eleitores, enquanto os restantes distritos estavam acima de 100%.

Nampula e Zambézia continuam no vermelho, pois o número de cidadãos inscritos não passava de 85,02 e 77,64%, respectivamente.

Em Tete, Manica e Sofala os munícipes estão igualmente a mandar passear o processo e os que já se inscreveram não chegavam a 90%, uma percentagem que Inhambane superou e Gaza está acima de 100%.

Situação preocupante prevalece na cidade e província de Maputo, onde os eleitores recenseados não chegavam a 70% na data a que acima nos referimos.

Aliás, na capital do país, o Distrito Municipal KaPfumo tinha registado apenas 52,35%, a meta mais baixa comparativamente aos outros pontos da mesma urbe.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom