Escrito por Redação  
Terça, 03 Setembro 2019 23:56
Share/Save/Bookmark

O Presidente da República, que no passado dia 27 exonerou Rosário Fernandes pela confirmação dos fantasmas recenseados na Província de Gaza, empossou nesta terça-feira (03) Eliza Mónica Ana Magaua em substituição. A nova presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE) anunciou que o Censo de 2017 já está a ser revisto, para cumprir os desejos de Filipe Nyusi.

Discursando após empossar Eliza Magaua o Chefe de Estado afirmou que: “As responsabilidade que pesam sobre o Instituto Nacional de Estatística decorrentes das suas atribuições e competências são bastante importantes e exigem dos seus dirigentes e colaboradores, para além de uma refinada competência técnica, muito tacto no tratamento e cruzamento de dados”, claramente retirando “autonomia técnica” estabelecida por Lei ao INE.

A nova presidente da instituição que, sob a direção de Rosário Fernandes, colocou em causa o número de cidadãos recenseados para as Eleições Gerais deste ano na Província de Gaza disse que o IV Recenseamento Geral da População e Habitação está a ser revisto para satisfazer os desejos do Presidente Filipe Nyusi que também é presidente do partido Frelimo, histórico vencedor absoluto das eleições em Gaza.

“Estamos a trabalhar para verificar cada uma das etapas, há a fase dos cartógrafos, há a fase dos demográfos e digo-lhe que não só nós mas outras instituições estão a trabalhar”, declarou Eliza Magaua a jornalistas.

A presidente do INE indicou que os resultados desse trabalho só serão conhecidos em “Dezembro de 2019, nessa altura esclarecemos tudo”, portanto depois de acontecerem e serem divulgados os resultados das Eleições Presidenciais, Legislativas e Provinciais com os dados do recenseamento claramente não fiáveis e que deverão garantir nova vitória do partido Frelimo.

Ironicamente a Comissão Nacional de Eleições recusou o pedido de uma Auditoria ao recenseamento eleitoral na Província de Gaza feito pelo Centro de Integridade Pública.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom