Escrito por Redação   
Quinta, 03 Julho 2014 15:29

Passados pouco mais de três meses, a Procuradoria-Geral da República (PGR) ainda não se pronunciou em torno da petição que o jornalista e activista dos direitos humanos, Armando Nenane, e, também, director executivo da Associação Moçambicana de Jornalismo Judiciário (AMJJ), que na sua qualidade de cidadão submeteu àquela instituição do Estado para se averiguar a pretensa lista de analistas, comentadores supostamente imposta pelo gabinete de propaganda do partido Frelimo, aos órgãos de informação públicos, nomeadamente Rádio Moçambique (RM) e Televisão de Moçambique (TVM), a fim de que sejam somente eles a beneficiarem do privilégio de se pronunciarem sobre os assuntos que dizem respeito à vida do país, em detrimento de outros compatriotas com diferentes pontos de vista, ora considerados subversivos ao poder político.

 
Escrito por Alfredo Manjate   
Quinta, 03 Julho 2014 15:40

A Associação para o Desenvolvimento da Criança e Mulheres Desfavorecidas (Pronwna) diz que o excesso de burocracia por parte dos municípios de Maputo e da Matola está a dificultar a viabilização das suas actividades nestas duas autarquias. A agremiação em causa, criada em 2010 e oficializada em 2012, actua nas áreas de educação, saúde e realiza iniciativas de geração de renda para as famílias pobres. Em conversa com o @Verdade, o dirigente desta associação afirmou que antes da sua existência oficial já desenvolvia programas de apoio a crianças através da doação de material escolar, géneros alimentícios e outros produtos não perecíveis.

 
Escrito por Alfredo Manjate   
Quinta, 03 Julho 2014 17:51

A Assembleia da República (AR) homologou, nesta quinta-feira (03), a nomeação dos presidentes do Tribunal Administrativo, Machatine Munguambe; e do Tribunal Supremo, Adelino Muchanga, recentemente indicados para os respectivos cargos pelo Presidente da República, Armando Guebuza.

 
Escrito por Alfredo Manjate   
Segunda, 30 Junho 2014 20:22

Depois de duas semanas de interregno, as delegações do Governo moçambicano e da Renamo voltaram à mesa do diálogo político esta segunda-feira (30) e alcançaram o que classificam de "consensos parciais". Todavia, prevalece o impasse em relação à paridade no Exército, do mais baixo ao mais alto escalão.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 30 Junho 2014 09:30

Na sequência das declarações do deputado Mateus Katupha, porta-voz da Comissão Permanente da Assembleia da República, à Comunicação Social, segundo as quais a Lei da Revisão da Lei do Estatuto, Segurança e Previdência do Deputado e a Lei da Revisão da Lei 21/92, de 31 de Dezembro, recentemente devolvidas pelo Presidente da República, merecerão um reexame, as Organizações da Sociedade Civil (OSC) pedem ao Parlamento para que dê prioridade a outros assuntos prementes e seja equitativo, socialmente justo, transparente, ético e observe os princípios de austeridade que têm sido propalados pelo Governo.

 
Escrito por Redação   
Sexta, 27 Junho 2014 20:36

Mais uma coluna de viaturas civis que circulava na Estrada Nacional n.1, com escolta militar, foi alvo de um ataque armado. Dois civis morreram e pelo menos seis outros ficaram feridos.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 26 Junho 2014 18:23

Com o voto maioritário da bancada Frelimo, a Assembleia da República (AR) aprovou, em definitivo, nesta quinta-feira (26), a Lei de Sindicalização na Função Pública, um instrumento que confere aos funcionários e aos agentes do Estado o direito de constituir sindicatos com vista a garantir a salvaguarda dos seus direitos e interesses. Contudo, o dispositivo não abre espaço para a greve.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 26 Junho 2014 15:43

Quem percorre o histórico bairro de Chamanculo, na periferia da cidade de Maputo, em nenhum momento pode ficar alheio aos problemas que afectam a zona. O deficiente saneamento do meio ambiente é o que mais salta à vista. No entanto, na tentativa de minimizar este e outros problemas, em 2001, foi criada a Associação Comunitária para o Desenvolvimento de Chamanculo (ASSCODECHA). A agremiação desenvolve actividades em diferentes áreas, desde questões de promoção de higiene, passando pelo combate à droga, até à educação profissional dos jovens residentes naquele ponto do país. Em relação a esta última acção, por ano são formados 75 jovens em diferentes áreas, para além de se prestar apoio a cerca de 200 crianças com material escolar. O @Verdade conversou com o gestor de projectos da agremiação, Zeca Chioco, e ficou a saber, dentre vários assuntos, que no universo de pessoas de pouca idade instruídas, anualmente, cerca de 25 porcento conseguem empregar-se.

 
Escrito por Alfredo Manjate   
Quinta, 26 Junho 2014 15:33

Contrariamente ao que José Tsambe, vice-ministro de Administração Estatal (MAE), assegurou a Daviz Simango, edil da Beira, aquando da sua deslocação a Maputo, para se inteirar da pretensão de dividir a segunda maior cidade de Moçambique, anunciada pelo governo provincial de Sofala, Carmelita Namachulua disse que a repartição daquela autarquia está enquadrada no plano do Executivo relativo à reestruturação administrativa das urbes, excepto Maputo. Até porque “o Governo é soberano para organizar administrativamente o território moçambicano”.

 

 
Início Anterior 121 122 123 124 125 126 127 Seguinte Final

Pág. 123 de 127