Escrito por Redação Nampula   
Sábado, 30 Agosto 2014 09:40

Mais de três mil munícipes, maioritariamente mulheres, recrutados para fazer a limpeza da cidade de Nampula, após a tomada de posse do novo edil, na primeira quinzena de Fevereiro passado, no âmbito do projecto “Warya Wa Wamphula”, mostram-se agastados com as autoridades municipais, pelo facto de não terem sido remunerados pelo trabalho prestado.

 
Escrito por Coutinho Macanandze   
Quinta, 28 Agosto 2014 18:10

O Presidente da República Armando Guebuza fez uma governação que somente serviu para fomentar a discriminação, a exclusão social, da Renamo e de outros actores políticos da oposição nos processos decisórios, o que propiciou o incremento das desigualdades social, económica e política em Moçambique. Esta avaliação foi feita por Victor Igreja, pesquisador e docente universitário da Queensland University na Austrália, durante a IV Conferência Internacional do Instituto de Estudos Económicos e Sociais.

 
Escrito por Alfredo Manjate   
Quinta, 28 Agosto 2014 16:04

O Assembleia da República encerrou, oficialmente, na passada segunda-feira, 25 de Agosto, a nona sessão ordinária da sétima legislatura, pondo termo às suas actividades. As bancadas da oposição, Movimento Democrático de Moçambique e da Renamo, voltaram a lançar crítica pelo facto de o regime continuar a promover intolerância política no país e o grupo da Frelimo falou de pertinência de se consolidar a paz.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 28 Agosto 2014 15:55

O coordenador da Associação Coalizão da Juventude, uma agremiação criada por jovens para a educação sexual de jovens e raparigas, Farouk Simango, defendeu, recentemente, a necessidade de se despenalizar o aborto no país como forma de reduzir a recorrência às práticas clandestinas desse acto. Noutro diapasão, o nosso interlocutor deixou ficar a sua ideia sobre o sistema de eleição dos parlamentares para a Assembleia da República. Disse que se devia procurar outra fórmula de eleição que permitisse com que o povo eleja de forma directa os deputados de modo a garantir a representatividade.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 25 Agosto 2014 07:43

Após mais de uma ano de guerra, envolvendo Forças Governamentais e guerrilheiros do partido Renamo, dezenas de moçambicanos mortos e centenas de feridos foi finalmente assinado cessar em Moçambique. José Pacheco, chefe da delegação do Governo de Moçambique e Ministro da Agricultura, e Saimone Macuiane, chefe da delegação do partido Renamo e deputado do Parlamento, assinaram o documento na noite deste domingo (24) na cidade de Maputo.

 
Escrito por Coutinho Macanandze   
Quinta, 28 Agosto 2014 11:00

Os recursos naturais que abundam em diferentes partes do território moçambicano podem constituir um factor de insatisfação, conflito e gerarem problemas de difícil solução para o Estado se os processos referentes à sua exploração continuarem a ser conduzidos de forma pouco transparente, segundo o Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE).

 
Escrito por Redação   
Quarta, 27 Agosto 2014 20:40

Na sequência dos acordos alcançados entre o Governo e o partido Renamo e do cessar fogo em Moçambique, declarado na noite do passado domingo (24), a tensão militar começa a dissipar-se na região centro do país de onde saíram, durante esta quarta-feira (27), efectivos das Forças de Defesa e Segurança (FDS) e o tráfego rodoviário, pela única via que liga o Sul ao Centro e o Norte, já é feito sem escolta de militares.

 
Escrito por Redação   
Terça, 26 Agosto 2014 15:11

O presidente do partido Renamo, Afonso Dhlakama, acusou nesta terça-feira(26) o exército moçambicano de se ter aproximado de uma base do movimento no sul do país, considerando a alegada movimentação "uma provocação". Apesar do acordo de cessar fogo assinado no passado domingo (24) a tensão militar também continua no centro de Moçambique onde continuam presentes várias unidades militares do exército e o tráfego de viaturas pela Estrada Nacional nº1, no troço entre o rio Save e o posto Administrativo de Muxúnguè, continua a ser efectuado em colunas protegidas por militares.

 
Escrito por Redação Centro/ Norte   
Terça, 26 Agosto 2014 18:30

Dezassete das quarenta e seis estações radiofónicas de nível comunitário inscritas no Fórum Nacional das Rádios Comunitárias  (FORCOM) estão a beneficiar, desde meados de Junho, de acções de formação sobre os conceitos democráticos e princípios da ética e deontologia profissionais de jornalismo, no país.

 
Início Anterior 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 Seguinte Final

Pág. 125 de 137