Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 22 Novembro 2017 08:08

O tão esperado relatório do Ministério da Economia e Finanças (MEF), submetido ao Tribunal Judicial da Cidade de Maputo (TJCM), que julga o presumível roubo de cerca de 170 milhões de meticais no Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA), foi apresentado esta terça-feira (21) e deixou a defesa dos 24 co-réus desapontada por levantar algumas interrogações relativamente aos factos de que o Ministério Público (MP) se socorreu para instruir o processo ora em julgamento. Contudo, os defensores mostraram-se, ao mesmo tempo, satisfeitos, alegadamente porque favorece os seus constituintes.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 22 Novembro 2017 07:56

Após uma curta audição dos peritos do Ministério da Economia e Finanças (MEF), na terça-feira (21), sobre o mérito ou não das despesas realizadas entre 2013 e 2016, no Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA), onde o Ministério Público (MP) acredita terem sido roubados cerca de 170 milhões de meticais, as audiências estão novamente suspensas, até 30 de Novembro em curso, data reservada às alegações finais, que antecedem a sentença a ser proferida pelo juiz Alexandre Samuel, da Sétima Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo (TJCM).

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 21 Novembro 2017 07:29

Apesar de todo o benefício da dúvida que os moçambicanos, académicos e sociedade civil incluídos, têm dado ao Presidente Filipe Nyusi a sua governação não está a ser melhor do que a do seu antecessor. No índice de Governação Africana(IIAG) de 2017, Moçambique caiu duas posições, “com a aceleração do declínio nos últimos cinco anos, a uma taxa média anual de -0,45”.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 21 Novembro 2017 07:25

O partido no poder, a Frelimo, formalizou, conforme era expectável, na segunda-feira (20), na Comissão Nacional de Eleições (CNE), em Maputo, a sua inscrição com vista a concorrer na eleição intercalar no Conselho Municipal da Cidade de Nampula, a 24 de Janeiro próximo. Está composto o tradicional trio (Frelimo, Renamo e MDM) que de escrutínio em escrutínio tem mostrado um interesse descomedido pela gestão da chamada terceira urbe mais importante de Moçambique. E, a partir da primeira semana de Janeiro, haverá um enorme corre-corre em Nampula.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 17 Novembro 2017 07:50

A Assembleia da República aprovou nesta quinta-feira(16) a revisão da Lei sobre o Regime Específico de Tributação e Benefícios Fiscais das Operações Petrolíferas que vai permitir as multinacionais ENI e ANARDARKO manterem durante três décadas as isenções fiscais que negociaram secretamente com o Governo de Filipe Nyusi.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Sexta, 17 Novembro 2017 07:39

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM), que governa a cidade de Nampula desde as eleições autárquicas de 2013, formalizou, na quinta-feira (16), na Comissão Nacional de Eleições (CNE), em Maputo, a sua vontade de correr na eleição intercalar na chamada terceira urbe mais importante do país.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 16 Novembro 2017 08:17

O maior partido da oposição em Moçambique, Renamo, tornou-se, na quarta-feira (15), em Maputo, na primeira formação política a inscrever-se para a eleição intercalar na cidade de Nampula, a 24 de Janeiro próximo. Contudo, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) vai, oportunamente, notificar o partido sobre a validação ou não do processo, após examinar os documentos submetidos.

 
Escrito por Redação   
Terça, 14 Novembro 2017 08:20

Foto de Júlio PaulinoA Assembleia Municipal de Nampula elegeu, segunda-feira (13), um novo presidente, que, por conseguinte e por inerência de funções, assume a direcção interina da mesma autarquia, que é terceira mais importante de Moçambique e que integra o maior círculo eleitoral.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 14 Novembro 2017 08:07

De 23 de Novembro em curso a 07 de Dezembro próximo, os partidos políticos, as coligações de partidos políticos e grupos de cidadãos, podem apresentação candidaturas à eleição intercalar na cidade de Nampula, com vista a escolha do edil local, na sequência do assassinato de Mahamudo Amurane, na noite de 04 de Outubro passado, na sua residência. O crime continua por esclarecer.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 3 de 84