Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 10 Maio 2018 07:59

Os funcionários da sede do Instituto de Comunicação Social (ICS), em Maputo, queixaram-se, na quarta-feira (09), ao primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, das precárias condições de trabalho, de baixos salários e do tratamento desigual relativamente aos outros meios de comunicação social cujo funcionamento tem um amplo suporte do Governo, o que faz com que se sintam “enteados” no que ao tratamento diz respeito.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 09 Maio 2018 08:11

Volvidos 49 dias do decurso do recenseamento eleitoral [iniciado a 19 de Março último], dos 60 previstos para a concretização do processo que termina a 17 de Maio em corrente, o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) inscreveu tão-somente 5.366.384 (68.64%) da meta prevista.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 08 Maio 2018 07:46

Foto de Timothy Haccius Zitamar NewNo dia do falecimento de Afonso Dhlakama o Presidente Filipe Nyusi afirmou que estava “muito deprimido porque eu devia ter conseguido transferir a ele, não me deram tempo, até para dizer que ele já estava há uma semana mal só me disseram há um dia”. Questionado por que motivo o partido Renamo não avisou mais cedo sobre o estado de saúde do seu líder o deputado José Manteigas, disse que: “Afonso Dhlakama se ficou até a sua morte nas matas da Gorongosa é porque o Presidente da República mostrou-se relutante na retirada das Forças de Defesa e Segurança” da serra da Gorongosa.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 07 Maio 2018 07:58

Os jornalistas moçambicanos continuam a operar num ambiente hostil, o qual se equipara a “caminhar em campo minado à noite” e faz com que a “liberdade de imprensa” esteja “no vermelho”, diz o MISA-Moçambique, alertando que a situação pode se deteriorar durante o período eleitoral que inicia este ano, com a realização das quintas eleições autárquicas a 10 de Outubro, e se prolonga até 2019, em que a 15 de Outubro terão lugar as eleições gerais (presidenciais e legislativas) e das assembleias provinciais.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sábado, 05 Maio 2018 18:35

Foto de Adrien BarbierO órgão máximo do partido Renamo elegeu por unanimidade Ossufo Momade para dirigir interinamente a formação política até realização Conselho nacional, em data ainda por anunciar. Já marcadas estão as cerimónias fúnebres de Dhlakama, falecido vítima de doença na quinta-feira (03), iniciam na próxima quarta-feira (09) na cidade da Beira e o enterro vai acontecer na sua terra natal em Mangunde, no distrito de Chibabava, na quinta-feira (10).

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sábado, 05 Maio 2018 10:45

Foto de Adrien BarbierO partido Renamo, após reunião extraordinária da sua Comissão Política nacional, que decorreu durante a tarde desta sexta-feira (04) na cidade da Beira, pronunciou-se pela primeira vez de forma oficial sobre a morte do seu presidente, apelou "a todos os membros e simpatizantes e a sociedade em geral muita calma e coragem" e revelou que Afonso Dhlakama faleceu às 8 horas de quinta-feira (03), vítima de doença.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 04 Maio 2018 20:18

O Conselho de Ministros decidiu que Afonso Dhlakama, líder do partido Renamo falecido nesta quinta-feira (03), terá funeral oficial em local e data ainda a serem anunciados. Em reunião extraordinária durante a tarde desta sexta-feira (04) o Governo de Moçambique decidiu ainda adiar as viagens de Estado que o Presidente Filipe Nyusi tinha agendadas para os próximos dias.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Sexta, 04 Maio 2018 08:02

Foto de Emildo SamboA classe jornalística parou na quinta-feira (03) para celebrar a sua data, o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa. Em Moçambique, a liberdade de imprensa – um dos instrumentos fundamentais de escrutínio das acções do Governo e do exercício do poder – ainda é considerada incipiente, devido à tendência crescente de se restringir o direito de a media dispor do acesso livre à informação e colocá-la ao dispor de todos, sem qualquer tipo de amarras políticas, para que os cidadãos se instruam e questionem a quem os governa.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Sexta, 04 Maio 2018 07:50

O quadro sénior do maior partido da oposição no país, Rahil Khan, foi eleito membro do Conselho de Estado, na quinta-feira (03), pela Assembleia da República, em substituição de Jeremias Pondeca Munguambe, assassinado a tiros na manhã de 08 de Outubro de 2016, na cidade de Maputo.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 4 de 97