Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 13 Fevereiro 2019 07:22

O Governo e a Procuradoria-Geral da República (PGR) continuam incapazes de interceder a favor das comunidades cujos direitos são sistematicamente infringidos pelas empresas de exploração mineira em Moçambique, em particular na área de extracção de rubis, em Namanhumbir, distrito de Montepuez, província de Cabo Delgado. Quem o diz é a Coligação Cívica sobre a Indústria Extractiva (CCIE), que também considera incompreensível o facto de o Estado não ter conseguido levar a mineradora britânica Montepuez Ruby Mining (MRN) à barra do tribunal, com vista a ressarcir a população pelos maus-tratos e danos causados.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 12 Fevereiro 2019 07:33

Foto de Emildo SamboO ministro da Defesa Nacional, Atanásio M’tumuke, empossou, na segunda-feira (11), em Maputo, seis oficiais para diferentes áreas estratégicas das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) e a apelou para que evitem corrupção e a sobre facturação na aquisição de bens. As declarações do governante podem não ter sido à toa, pois aquela instituição do Estado ainda está ensombrada por um dos maiores desfalques de vários milhões de meticais no Comando do Exército.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 12 Fevereiro 2019 07:25

Foto da Presidência da RepúblicaO Presidente Filipe Nyusi aproveitou a Cimeira da União Africana, que decorreu na Etiópia, para voltar a sensibilizar o seu homólogo da Cyril Ramaphosa no sentido de ajudar a extradição de Manuel Chang para Moçambique. É que embora a detenção esteja a ser dirimida num tribunal a decisão final sobre a extradição cabe ao Ministro sul-africano da Justiça e Serviços Correcionais.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 12 Fevereiro 2019 07:05

Foto de Emildo SamboO ministro da Defesa Nacional, Atanásio M’tumuke, acautelou aos oficiais generais da Renamo a esquecerem o partido de que provêm, a não se envolverem em política durante o exercício das funções para as quais tomaram posse, esta segunda-feira (11), e devem obedecer a um só comando, porque qualquer acto contrário será reprimido. Por sua vez, a equipa que acompanha o processo que levará, quiçá, ao desarmamento da Renamo, anseia que as partes em conflitos cheguem a um “acordo final de cessação das hostilidades e de paz até Abril de 2019”, pois só assim as eleições gerais marcadas para Outubro próximo terão lugar num ambiente “livre da ameaça de violência”.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 11 Fevereiro 2019 07:17

O Governo moçambicano recuou da sua decisão e orientou o ministro da Defesa Nacional, Atanásio M’tumuke, a nomear, em definitivo, na última sexta-feira (08), para o Estado-maior General das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), os oficiais generais da Renamo, que em Dezembro passado tinham sido indicados para exercerem, interinamente, as funções de directores dos departamentos de Operações, de Informações Militares e de Comunicações, respectivamente. Eles tomam posse esta segunda-feira (11).

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 08 Fevereiro 2019 07:21

O Presidente de Moçambique demitiu nesta quinta-feira (07) a vice-ministra da Economia e Finanças. Nenhum motivo foi referido para a decisão mas o @Verdade revelou que Maria Isaltina Lucas teve uma papel central nas dívidas ilegais e existirá um mandato de prisão internacional para a sua extradição para os Estados Unidos da América, tal como Manuel Chang. O @Verdade sabe António Carlos do Rosário, outro actor principal das dívidas da Proindicus, EMATUM e MAM, deixou de pertencer à secreta moçambicana.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Sexta, 08 Fevereiro 2019 07:17

Foto do jornal NotíciasVolvidos 10 anos, Eneas Comiche, membro sénior do parido Frelimo, reassumiu, na quinta-feira (07), a presidência do Conselho Autárquico de Maputo (CAM), a capital e a cidade mais importante de Moçambique. A Assembleia Autárquica de Maputo (AAM) é presidida por Samuel Modumela, também da Frelimo.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 06 Fevereiro 2019 22:25

Foto de Emildo SamboA Renamo disse, esta quarta-feira (06), na capital moçambicana, que o seu presidente, Ossufo Momade, só vai abandonar a Serra da Gorongosa, em Sofala, quando as negociações com o Governo, para a paz efectiva, estiverem concluídas e os seus guerrilheiros devidamente encaminhados.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 06 Fevereiro 2019 22:12

O Conselho Constitucional (CC) chumbou um “recurso extraordinário” apresentado pelo Governo e pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM) para bloquear a tomada de posse de Manuel de Araújo ao cargo de presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, pela Renamo. Num acto que pode ser interpretado como conluio, eles pediram, separadamente, a “alteração ou revisão” do Acórdão nº. 27/CC/2018, de 13 de Novembro, que valida e proclama os resultados da eleição dos membros dos órgãos autárquicos, realizada a 10 de Outubro passado. O CC reavivou a memória dos recorrentes, vincando que os seus “acórdãos são de cumprimento obrigatório para todos, não são passíveis de recurso e prevalecem sobre outras decisões”. A deliberação que o Executivo e o MDM gostariam de ver alterada já “transitou em julgado” e, consequentemente, o “ciclo eleitoral autárquico esgotou-se”.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 9 de 126