Escrito por Luís Rodrigues   
Segunda, 29 Junho 2015 07:58

Uma moldura humana com pedras, catanas e vários instrumentos contundentes em punho impediu a destruição, pelo Concelho Municipal de Nampula, de um empreendimento para fins de entretenimento, na manhã de sábado (27), no bairro de Carrupeia, no posto administrativo de Namicopo, e colocou fora de acção um contingente dos agentes da Lei e Ordem que deveria garantir a consumação do acto na cidade de Nampula.

 
Escrito por Luís Rodrigues   
Sexta, 26 Junho 2015 09:47

O presidente do município de Nampula, Mahamudo Amurane, considera que a administração da justiça naquele ponto do país tem sido lenta e burocrática em relação ao processo que visa a recuperação de oito milhões de meticais desembolsados a favor de um empreiteiro que posteriormente abandonou as obras. Assim, ameaça recorrer a meios próprios e informais para recuperar tal valor.

 
Escrito por Júlio Paulino   
Quarta, 24 Junho 2015 08:14

As operações na mina de areias pesadas de Moma, na província de Nampula, estavam paralisadas desde a noite desta segunda-feira (22) até ao fecho da nossa edição de terça-feira (23), devido a uma greve desencadeada pelos empregados que contestam os cortes nos subsídios e exigem a redução da carga horária de trabalho, de 48 para 45 horas. Um cidadão afecto àquela empresa tentou distanciar-se da inquietação dos colegas e foi brutalmente espancado pelos mesmos, tendo sido imediatamente transferido para o Hospital Rural de Moma, onde se encontra sob cuidados médicos intensivos por causa da gravidade dos ferimentos.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 22 Junho 2015 08:50

As Parcerias Público-Privadas (PPP), um modelo de investimentos cada vez mais usado no mundo para a prossecução do bem público, através da participação de capitais privados na provisão de bens, serviços e infra-estruturas públicos, em Moçambique beneficiam as elites políticas e lesam o Estado. A Whasintelec, empresa participada por Armando Guebuza e Graça Machel, entre outras figuras da nomenclatura, concessionada para a produção e distribuição de chapas de matrícula de veículos automóveis e de reboque, em 2009, num concurso público duvidoso e pouco transparente, é um dos exemplos do mau negócio que impera no Estado e todos os dirigentes que tentaram impor o cumprimento do contrato àquela firma foram demitidos das suas funções.

 
Escrito por Redação   
Quarta, 17 Junho 2015 08:09

As Forças de Defesa e Segurança (FDS) atacaram dois quartéis da Renamo, um em Funhalouro, província de Inhambane, e outro, na tarde de domingo (14), no posto administrativo de Zóbue, no distrito de Moatize, província de Tete, sendo que neste último houve mortos e feridos em número não especificado.

 
Escrito por Luís Rodrigues   
Terça, 16 Junho 2015 08:19

Dez meses depois de autorizar a cedência de uma pequena parcela de terra a favor de um dos seus funcionários para a construção de um complexo de hotelaria e turismo, Mahamudo Amurane, presidente do Conselho Municipal de Nampula, contrariou-se e acaba de ordenar a demolição do referido empreendimento num prazo 15 dias contados a partir de 10 de Junho corrente. A situação deixou os moradores do bairro de Carrupeia, que viam na infra-estrutura uma oportunidade de emprego, e o lesado revoltados e exigem que haja justiça.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 15 Junho 2015 07:52

O gás de Moçambique pode promover a industrialização e o desenvolvimento rural se a partir de agora forem feitas opções correctas, ao contrário do que acontece em relação às actuais prioridades nos megaprojectos baseados na exportação, que prometem altos rendimentos mas que, tal como os anteriores projectos de grandes dimensões, fazem pouco pela criação de empregos ou pela redução da pobreza.

 
Escrito por Júlio Paulino   
Segunda, 08 Junho 2015 07:58

O Presidente da República, Filipe Nyusi, que cumpre mais uma Presidência Aberta em Nampula, declarou tolerância zero à tentativa de divisão de Moçambique por meio da implementação do projecto das autarquias provinciais pelo Renano nas regiões onde este partido armado reclama vitória nas últimas eleições gerais, e respondeu que “mesmo que tenham seguidores, os que pretendem dividir o país não têm projectos de desenvolvimento que possam responder aos anseios do povo”.

 
Escrito por Júlio Paulino   
Sexta, 05 Junho 2015 08:25

Calisto do Rosário, director do curso de Francês, que também é docente da cadeira de Didáctica de Francês e Língua Estrangeira, afecto à Universidade Pedagógica de Nampula, é acusado de protagonizar desmandos que consistem na corrupção e no abuso sexual envolvendo estudantes no seu departamento, em troca de notas.

 
Início Anterior 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 Seguinte Final

Pág. 93 de 125