Escrito por Redação Centro/ Norte   
Sexta, 17 Outubro 2014 10:42

Os modelos de gestão dos financiamentos destinados à redução dos índices de subdesenvolvimento urbano e de geração do auto emprego na cidade de Nampula começam a ser mais transparentes e inclusivos, com a entrada em vigor, na segunda-feira (13), de um novo serviço municipal, vocacionado à formação, consultoria e prestação de informações, na componente técnico-administrativa.

 
Escrito por Cristóvão Bolacha   
Quinta, 16 Outubro 2014 20:00

Promover actos de violência contra a mulher é retardar o progresso da sociedade, além de destruir sonhos. Na cidade de Mocuba, a violência doméstica é suportada a nível cultural e tradicional, razão pela qual o número de mulheres que enfrenta aquela situação tende a crescer a cada dia que passa. Perante as frequentes agressões físicas e psicológicas, elas não denunciam os casos às autoridades competentes. A necessidade de preservar o casamento está na origem do silêncio.

 
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 09 Outubro 2014 18:28

Dados estatísticos indicam Moçambique como um dos mais apetecíveis destinos para fazer negócios no hemisfério sul, facto que tem trazido investidores das mais diversas áreas de actividade económica. ‘Empresários’ nacionais, paridos ou não da política, têm estado a expandir a sua carteira de negócios, estabalecendo parcerias um pouco por todo o lado. O @Verdade conta hoje algumas pequenas histórias ligadas aos sectores de aviação, petróleos e de lobbies, que estão nos olhos do mundo através da publicação Indian Ocean Newsletter (ION)!

 
Escrito por Redação   
Quinta, 09 Outubro 2014 18:21

Celebrou-se, no último sábado (04/10), o 22o aniversário da Paz em Moçambique. Desde a assinatura do Acordo Geral de Paz (AGP), a 04 de Outubro de 1992, em Roma, capital da Itália, a Renamo, o maior partido da oposição, participou pela primeira vez nas cerimónias oficiais de celebração desta efeméride, em Maputo e Tete, mas nesta província o governo local evitou a sua presença na Praça 04 de Outubro.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 09 Outubro 2014 16:10

A organização internacional não-governamental ActionAid Moçambique está a realizar, desde 07 de Outubro em curso até ao dia 17 do mesmo mês de 2017, uma campanha contra a usurpação da terra em Moçambique com vista a alertar o Governo sobre a necessidade de criar e implementar políticas que assegurem a salvaguarda dos direitos das comunidades moçambicanas para a posse deste recurso de modo a continuarem a produzir comida para a sua subsistência e fortalecimento da economia nacional.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 09 Outubro 2014 18:08

A União Nacional de Camponeses (UNAC) realizou, entre 01 e 02 de Outubro corrente, em Maputo, a III Conferência Internacional Camponesa sobre a Terra. A tónica dominante foram a usurpação da terra, a rejeição das sementes transgénicas, a defesa de um negócio favorável aos camponeses, a falta de uma legislação que proteja as sementes locais, o deficiente acesso ao crédito e as dificuldades de acesso a mercados para a venda de excedentes agrícolas. São problemas do costume, conhecidos pelos gestores do Estado, mas não se vislumbram soluções com vista a ultrapassá-los.

 
Escrito por Coutinho Macanandze   
Quarta, 08 Outubro 2014 10:14

Mais de mil pessoas, entre ambientalistas, desportistas, músicos, organizações da sociedade civil e não-governamentais, estudantes universitários, individualidades, parceiros do Governo, entre outros singulares, marcharam na manhã do último sábado (04) em algumas das principais avenidas da capital de Moçambique, com o objectivo de influenciar os moçambicanos a lutarem pela mesma causa, através do reforço da vigilância e protecção de elefantes e rinocerontes.

 
Escrito por Redação   
Sábado, 04 Outubro 2014 20:28

Celebrou-se, neste sábado (04), o Dia da Paz em Moçambique. Desde a assinatura do Acordo Geral da Paz, a 04 de Outubro de 1992, a Renamo, o maior partido da oposição, participou pela primeira vez nas cerimónias oficiais de celebração desta efeméride, em Maputo e Tete, mas nesta província o governo local evitou a presença de Afonso Dhlakama na Praça 04 de Outubro.

 
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 02 Outubro 2014 17:10

O Presidente da República (PR), Armando Guebuza, foi por quatro dias proprietário de uma reluzente viatura de marca Mercedes Benz S350, ofertada pela Confederação das Associações Económicas (CTA), da qual foi forçado a devolver por claro conflito com a Lei de Probidade Pública (LPP). A CTA, na condição de aniversariante por ocasião da celebração dos 18 anos da sua existência, foi quem cometeu o cúmulo de, nessa condição (de quem faz anos), oferecer o presente ao PR (convidado à efeméride), uma atitude que alimentou gargalhadas e troça nas redes sociais. O PR, à luz da lei revogada pelo seu próprio punho e letra, não pode nem deve aceitar “presentes”, de acordo com o preceituado pela LPP. O @Verdade conta a história nas linhas que se seguem do roteiro do Mercedes ‘amaldiçoado’!

 
Início Anterior 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 Seguinte Final

Pág. 105 de 121