Escrito por Redação   
Terça, 29 Março 2011 16:06

O ciberactivismo, ou a defesa de causas através da internet por meio de várias ferramentas, como e-mails, blogs, vídeos, e redes sociais, como o Twitter e o Facebook, tem tido um papel importante nas revoluções que tomam lugar desde o início do ano no Médio Oriente e Norte da África.

 
Escrito por Redação   
Segunda, 21 Março 2011 15:51

A cerimónia de graduação na Universidade Eduardo Mondlane (UEM) passará a custar quatro vezes mais caro. Se no passado os estudantes daquela instituição de ensino superior público despendiam 1000 meticais, agora terão de gastar 5.500 meticais.

Em reacção à situação da subida da taxa a pagar pelos estudantes finalistas que pretende participar de uma cerimónia de graduação – um momento impar e indispensável para todos os recém-formados -, numa pequena nota, Neldo Ananias Langa escreve, num tom sarcástico: “Depois dos EUA, França e Inglaterra bombardearem a Líbia, chegou a vez da Universidade Eduardo Mondlane bombardear os pobres. A UEM está a cobrar 5.500 meticais para participação na cerimónia de graduação”.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 17 Março 2011 16:51

Luís Mondlane, presidente do Conselho Constitucional (CC), renunciou ao cargo, depois dos meios de comunicação social nacional terem publicado o usou ilegal de um pouco mais de 12 milhões de meticais do erário público em doze meses.

Dos vários gastos do presidente do CC os mais destacados foram: aquisição de mobília no valor de 3 milhões de meticais, alcatifa (um milhão), aparelho de TV (223 mil), limpeza da casa (48 mil), entre outros, além de ter exigido aquisição de uma moradia registada em seu nome no valor de 24,3 milhões de meticais.

 
Escrito por Redação   
Sexta, 11 Março 2011 11:43

"A magnitude e a extensão das revoltas populares foram e continuam a ser tão grandes em sua unidade e em sua diversidade, que se tornaram um modelo, um êmbolo, um motivo para revoltas em vários países do mundo". Escreve o professor Carlos Serra no Diário de um Sociólogo.

 
Escrito por Danúbio Mondlane   
Quinta, 10 Março 2011 17:28

Há duas décadas, George Holliday, presumidamente um dos primeiros jornalistas cidadãos, pegou na sua câmara e filmou o espancamento, por polícias, do taxista americano Rodney King. Uns anos depois, os quatro acusados pela agressão foram absolvidos, causando uma série de manifestações em Los Angeles e incentivando o jornalismo cidadão, que agora ganha força com as novas tecnologias.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 10 Março 2011 15:02

Há pouco mais de três anos, a Associação Moçambicana de Avicultores (AMA) multiplicou-se em diversas e sucessivas iniciativas na tentativa de persuadir os consumidores moçambicanos a optarem pelo frango nacional em detrimento do congelado oriundo do Brasil, à mercê da campanha “Consuma moçambicano, exporte moçambicano”. A AMA lançou anúncios publicitários nos meios de comunicação social do país, nos quais aparecia a galinha nacional (rechonchuda) empurrando a brasileira (pálida e magra). “Afasta-te magricela, você só tem costela”, sentenciava a galinha dos anúncios. O frango nacional tanto empurrou o brasileiro até ao ponto deste escassear-se no mercado.

 
Escrito por Redação   
Quarta, 09 Março 2011 14:50

Na nota intitulada “Falta pudor nas nossas estradas” publicado pelo deputado da Frelimo, Edmundo Galiza Matos Jr, na sua página do facebook diz ter assistido uma “cena triste tão triste quanto repugnante em pleno dia da Mulher”.

 
Escrito por Redação   
Sexta, 04 Março 2011 16:20

Numa nota intitulada “Afinal porquê se esforçam em transferir o caos para cá?”, da autoria do blogueiro Noa Inácio, no facebook, o debate sobre o desejo da Federação Moçambicana de Transportes, de aumentar o custo daquele meio – essencial à sobrevivência dos cidadãos da periferia das grandes cidades –, dos actuais 7,5 meticais para 18 por viagem arrancou com opiniões fervorosas.

 
Escrito por Redação   
Terça, 01 Março 2011 20:27

Hoje, quando saia de casa para o seu local de trabalho, Carla Ribeiro deparou-se com um homem deitado no meio da rua a 500 metros da porta da sua residência. Era por volta das 7h30 da manhã. O homem que aparenta mais de 30 anos de idade estrebuchava diante da indiferença dos transeuntes.