Escrito por Redação   
Quarta, 03 Janeiro 2018 07:00

Em Julho, as escondidas o Governo de Nyusi encareceu o custo de água potável canalizada, juntando-se aos restantes agravamentos que tornaram cada vez mais alto o custo de vida para os moçambicanos. No Desporto, os “Mambas” foram eliminados precocemente do CHAN em pleno estádio nacional do Zimpeto. Por fim, os moçambicanos avaliaram a metade do primeiro mandato de Nyusi como medíocre e com tendência para mau.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 28 Dezembro 2017 22:00

Em Junho, um dos acontecimentos mais marcantes foi a divulgação do tão esperado relatório da Auditoria feita pela Kroll às empresas Proindicus, EMATUM e MAM. Também marcaram este mês o suborno para construção do aeroporto de Nacala e o facto de o Estado moçambicano não ter conseguido fi nanciamento bancário para realizar o capital relativo a sua participação no consórcio que está a construir a fábrica flutuante de gás natural liquefeito em Cabo Delgado.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 28 Dezembro 2017 21:52

Numa altura em que a sociedade moçambicana ainda questionava as dívidas ocultas, o Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, foi ao Parlamento moçambicano mentir sobre as dívidas contraídas ilegalmente afi rmando que as mesmas pertenciam as empresas. Outros acontecimentos que marcaram o mês de Maio foram o relatório do Banco Mundial que concluiu o que todo moçambicano já sabia sobre a inefi ciência do Ministério da Agricultura, e a prisão de moçambicanos no estrangeiro.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 28 Dezembro 2017 08:37

Ao contrário de Abril de 2016 no qual os moçambicanos foram brindados com situações bastantes revoltantes, em 2017 as situações foram, digamos, suaves. Os factos que marcaram o mês foram a legalização das dívidas da Proindicus e MAM, a suspensão da liberdade condicional concedida a Nini Satar e, por fim, no desporto, o sorteio do Clube Ferroviário da Beira, que culminou no grupo A da Liga dos Campeões Africanos.

 
Escrito por Redação   
Quarta, 27 Dezembro 2017 08:35

Diversas situações anómalas marcaram os moçambicanos no mês de Março, à semelhança de outros meses. Os moçambicanos foram surpreendidos com a notícia dando conta da falha da Proindicus no pagamento da segunda prestação do empréstimo ilegalmente avalizado pelo Governo de Armando Guebuza. A queda de uma aeronave fretada pela empresa Cornelder de Moçambique, e o relatório do Centro de Integridade Pública (CIP) revelou aquilo que todos os moçambicanos já sabiam: a falta de transparência nas Mais-Valias pagas ao Estado moçambicano.

 
Escrito por Redação   
Terça, 26 Dezembro 2017 06:02

O mês de Fevereiro não foi diferente de Janeiro. O mês foi marcado por habituais situações que deixam os moçambicanos intrigados. Desde a má gestão de milhões de meticais no Hospital Central de Maputo, a maior unidade sanitária do país, passando pela denúncia pública feita pelo então edil de Nampula, Mahamudo Amurane, até a evidência de que o crime de corrupção compensa.

 
Escrito por Redação   
Sexta, 22 Dezembro 2017 08:16

O ano de 2017 começou com péssimas notícias para os moçambicanos. A primeira era relacionada com a descoberta de troféus ilegais de marfi ns provenientes do nosso país. A descoberta foi feita pelas autoridades de Cambodja. A segunda está relacionada com o calote que o país deu aos investidores do empréstimo contraído ilegalmente pela EMATUM. Por último, as recorrentes chuvas que todos os anos fustigam os moçambicanos, mas o Governo da Frelimo continua a cometer os mesmos erros, investindo mais na gestão de calamidades, ao invés da sua prevenção.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Sexta, 15 Dezembro 2017 09:02

O Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) lançou, na quarta-feira (13), na província de Maputo, um vigoroso apelo aos seus agentes, em particular à Polícia de Trânsito (PT), para que pautem pelo respeito de si mesmo e dos outros, pela decência e tenham, acima de tudo, vergonha e dignidade no exercício das suas funções e não se envolvam em actos de corrupção, porque não serão tolerados. E avisa que não quer algum posto de controlo policial “fantasma” nas rodovias.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 14 Dezembro 2017 07:46

Cinquenta e nove membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) de diferentes categorias, afectos ao Departamento de Trânsito, no comando daquela entidade que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei, na cidade de Maputo, foram transferidos para o Departamento da Polícia de Proteccão, no mesmo comando, por alegada “conveniência de serviço”.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 28 Novembro 2017 07:38

O antigo porta-voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Gaza, Jeremias Langa, encontra-se, desde a semana finda, encarcerado no Estabelecimento Penitenciário Provincial daquele ponto do país, acusado de tráfico de influência, nos termos da lei considerado como crime de corrupção, quando estiver envolvido um servidor público.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 23 Novembro 2017 07:18

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) voltou a reconhecer, na quarta-feira (22), em Maputo, o mau relacionamento e certa promiscuidade entre os docentes e alunos e/ou estes e formadores, em particular nas instituições de formação de professores, e avisou que não vai tolerar tais práticas, mesmo que ocorram, por vezes, de maneira mais sofisticada, porque subvertem os propósitos traçados para o sucesso da instrução e formação do Homem.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 4 de 52