Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 08 Junho 2018 08:22

Grafismo de Nuno TeixeiraO grupo denominado pelas populações de Al Shabaab matou mais seis pessoas nesta quarta-feira (06), desta vez no distrito de Quissanga, elevando para 32 o número de civis assassinados em menos de 2 semanas na província de Cabo Delgado. Relatos de sobreviventes e de membros das Forças de Defesa e Segurança no local dão conta de um grupo “que não está fragilizado”, como afirma a Polícia da República de Moçambique, e até integra mulheres.

Actualizado em Sexta, 08 Junho 2018 09:42
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 06 Junho 2018 08:16

Sete pessoas foram assassinadas na madrugada desta terça-feira (05) na aldeia de Naunde, no distrito de Macomia, de acordo com a Polícia da República de Moçambique (PRM) pelo mesmo grupo que está aterrorizar a província de Cabo Delgado, no Norte de Moçambique, onde decapitou outros dez cidadãos no passado dia 27, e que é apelidado pelos locais de Al Shabaab. Outros cinco civis foram decapitados no domingo (03) na aldeia de Rueia. Indiferente a este clima de terror parece estar o Presidente da República e Comandante em Chefe das Forças de Defesa e Segurança.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 04 Junho 2018 08:00

As Forças de Defesa e Segurança de Moçambique, em estreita colaboração com as comunidades locais do Norte da província de Cabo Delgado, abateram na passada sexta-feira (01) nove membros do que aparenta tratar-se de uma célula militar do novo grupo islamita que opera nessa região desde Outubro de 2017 e que no fim de semana passado decapitou dez cidadãos civis.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 30 Maio 2018 08:21

O Comando-Geral Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou a decapitação de dez cidadãos na província de Cabo Delgado pelo chamado Al-Shabaab. “Destas vítimas temos dois que eram adolescentes” lamentou Inácio Dina, o porta-voz da instituição, que afirmou que a situação no distritos é estacionária porque as Forças de Defesa e Segurança estão a “caçar este grupo de indivíduos que está bastante fragilizado”, no entanto não sabe quantos membros restam deste movimento que académicos apuraram ter recrutado centenas de jovens. Entretanto o Governador da provinha nortenha revelou que o grupo fez outras duas vítimas mortais no distrito de Macomia.

Actualizado em Quarta, 30 Maio 2018 09:15
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 29 Maio 2018 07:53

Dez cidadãos terão sido decapitados, entre as vítimas duas crianças, por homens armados que aterrorizam o Norte de Moçambique, chamados pelos locais de Al Shabaab, entre sábado(26) e domingo (27) na aldeia de Monjane, no posto administrativo de Olumbi, no distrito de Palma, na província de Cabo Delgado.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 14 Maio 2018 07:17

Uma bala supostamente perdida, que se acredita ter sido disparada a partir de um quartel militar instalado no bairro Siduava, no município da Matola, atingiu mortalmente uma criança de seis anos de idade, no dia 03 de Maio em curso. Desde essa altura, as relações entre a população local e a família da vítima – que acreditam que o miúdo foi morto por um militar – e a Polícia da República de Moçambique (PRM) azedaram. Para a corporação, o miúdo não foi vítima de um projéctil, mas sim, há indícios de a morte ter sido causada com recurso a um instrumento contundente. Contudo, aguarda-se pelo relatório da Medicina Legal, o qual estará disponível esta segunda-feira (14).

Actualizado em Segunda, 14 Maio 2018 10:11
 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 02 Maio 2018 07:25

A ministra da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), Conceita Sortane, insurgiu-se, no último fim-de-semana, na província de Sofala, contra os directores dos Serviços Distritais de Educação, Juventude e Tecnologia SDEJT) que não cumprem cabalmente as suas funções no processo de instrução e admitem problemas tais como “horas extras e segunda turma falsas” nos estabelecimentos de ensino sob sua alçada. Ela não só prometeu penalizá-los caso a situação prevaleça, por conta dos encargos que acarreta ao Estado, como também avisou que não quer resultados triunfalistas sobre a prestação dos alunos enquanto os reais obstáculos com que as escolas se debatem são encobertos.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 02 Maio 2018 07:18

Foto de Emildo SamboA vila da Manhiça, na província de Maputo, dormiu agitada no domingo (29) e acordou em ambiente de total caos na segunda-feira (30). Populares enraivecidos incendiaram duas residências e nove viaturas de um suposto traficante de seres humanos. Outras duas casas de pessoas ligadas ao suspeito também não escaparam. Em conexão com o caso, a Polícia deteve seis indivíduos, dos quais três mulheres, e os transferiu para a 18a. esquadra na capital do país.

Actualizado em Quarta, 02 Maio 2018 07:24
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 26 Abril 2018 07:29

ArquivoO Conselho de Ministros decidiu esta terça-feira (24) aliviar as restrições na distribuição de água potável nas cidades de Maputo, Matola e Boane decretando o “fornecimento de água todos os dias, pelo menos 8 horas por dia” já nesta quarta-feira (25)... porém a água não obedeceu ao Governo incompetente em finalizar as obras da barragem de Corumana e mobilizar 220 milhões de dólares para reiniciar a construção da barragem de Moamba Major.

 
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 17 Abril 2018 07:43

foto cedida pla PRMApesar dos apelos à observância das regras de trânsito e endurecimento das medidas punitivas aos prevaricadores por parte das autoridades policiais, condutores há que, deliberadamente, infringem o Código da Estrada [aprovado pelo Decreto-Lei nº. 1/2011] nas barbas da Polícia de Trânsito (PT) e ainda atentam contra a sua vida e colocam-se em fuga sem deixar rastos. Elisa Elias, de 30 anos de idade, membro da Polícia da República de Moçambique (PRM), foi vítima de uma situação similar e há duas semanas que luta pela saúde na cama 46 dos Serviços de Ortopedia do Hospital Central de Maputo (HCM).

Actualizado em Quinta, 19 Abril 2018 08:18
 
Escrito por Emildo Sambo   
Quinta, 12 Abril 2018 07:51

Pelo menos 89,2% de moçambicanos, mormente as crianças que frequentam a 1a. classe, não usam a língua portuguesa, o que faz com que aprender a ler, a escrever e a fazer cálculos nesta língua seja penoso. Diante deste facto, a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), Conceita Sortane, alertou, na quarta-feira (11), em Maputo, que “se continuarmos a excluir a língua materna” deste grupo da sala de aulas o seu insucesso estará pré-determinado. Não poderá, igualmente, ter acesso a vários serviços tais como de saúde e justiça.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 9 de 60