Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 19 Setembro 2019 23:26

Foto do IESEO professor Carlos Nuno Castel-Branco, um dos “apóstolos da desgraça” que previu a crise económica e financeira que enfrentamos desde 2016, “profetizou” a solução para Moçambique sair da pobreza e caminhar rumo ao desenvolvimento: “a minha solução é a supressão do capitalismo, a minha solução é o socialismo”.

Actualizado em Sexta, 20 Setembro 2019 07:49
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 18 Setembro 2019 22:07

O Estado moçambicano que nunca conseguiu viabilizar Mabor de Moçambique vendeu 100 por cento do património à Officemart, uma empresa do ramo de produção de artigos de papelaria, em troca de quase duas centenas de milhões de Meticais que permitiu saldar uma dívida de dezenas de milhões de rands. Entretanto os pneus Mabor continuam a ser produzidos na Europa e Estados Unidos da América e comercializados pelo mundo, Moçambique tornou-se importador de pneus.

Actualizado em Quinta, 19 Setembro 2019 07:17
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 17 Setembro 2019 22:28

Instituto Nacional de MeteorologiaNão há previsão de cheias no início da próxima época chuvosa em Moçambique porém, no início de 2020, existe risco de cheias na Bacia Hidrográfica do Licungo. Entretanto a Direcção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos (DNGRH) alerta que as construções desordenadas e fraco saneamento nos bairros suburbanos voltará a causar inundações nas cidades de Maputo, Matola, Beira e Quelimane.

Actualizado em Quarta, 18 Setembro 2019 07:54
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 16 Setembro 2019 21:24

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que a paridade do género nos Lugares de Decisão em Moçambique piorou durante o primeiro mandato de Filipe Nyusi. “No geral há disparidade entre os funcionários e agentes do Estado em cargos governativos, de direcção, chefia e confiança”, o Índice de Paridade de Género (IPG) passou de 100 funcionários do sexo masculino para 53 do sexo feminino em 2015 para 50 mulheres em 2017.

Actualizado em Terça, 17 Setembro 2019 06:24
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Domingo, 15 Setembro 2019 22:01

Foto de Adérito CaldeiraA reconstrução da Cidade da Beira, da restante Região Centro massacrada pelo Ciclone Idai e das zonas fustigadas pelo Ciclone Kenneth no Norte de Moçambique, “é um projecto a 5 anos” revelou em entrevista ao @Verdade Francisco Pereira. Dentre os vários desafios da “Missão Patriótica” para que foi indigitado o director-executivo Gabinete de Reconstrução Pós-Ciclones explicou quão complexo será montar o “puzzle” das necessidades de milhões de moçambicanos afectados, a intervenção das várias instituições governamentais e preferência dos doadores, “todo o dinheiro vem com endereço e depois não é todo ao mesmo tempo”.

Actualizado em Quinta, 19 Setembro 2019 07:43
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 107