Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 22 Janeiro 2019 06:44

Análise do Desmatamento em Moçambique 2003 -2016 - MITADERA principal causa do desmatamento em Moçambique é “crescente demanda da terra para a prática da agricultura itinerante” constatou um recente estudo do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural(MITADER) que revela que “foram perdidos 2,9 milhões de hectares de floresta entre 2003 e 2016.”

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 21 Janeiro 2019 06:49

O Governo admite que a insustentabilidade da Dívida Pública do nosso país continuará a representar “um potencial risco fiscal para o exercício económico de 2019-21” e que necessitará de um saldo primário superior ou igual a despesa com juros da dívida. Após ter reduzido para 111,9 por cento do Produto Interno Bruto(PIB) em 2017 o Cenário Fiscal de Médio Prazo(CFMP) indica que o endividamento representou 118 por cento do PIB em 2018 e ascenderá a 119,3 por cento em 2019.

Actualizado em Segunda, 21 Janeiro 2019 07:55
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 18 Janeiro 2019 06:25

Foto de Fernando LimaOssufo Momade, o eleito presidente da Renamo, revelou após ser empossado que “Nessas últimas eleições Autárquicas a Frelimo queria que nós fôssemos a guerra e nós evitamos, porque esse não é o nosso programa”. O sucessor de Afonso Dhlakama garantiu o compromisso da nova liderança do maior partido da oposição “é de o povo moçambicano ter a paz”.

Actualizado em Sexta, 18 Janeiro 2019 08:56
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 17 Janeiro 2019 06:32

Grafismo de Nuno TeixeiraA China foi o maior credor Bilateral de Moçambique durante o ano de 2017 com empréstimos que totalizaram 1,8 bilião de dólares norte-americanos, 38,3 por cento de todas as dívidas do nosso país com outros Estados. Grande parte desse endividamento é relativo a projectos iniciados durante o 2º mandato de Armando Guebuza.

Actualizado em Quinta, 17 Janeiro 2019 11:12
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 16 Janeiro 2019 06:45

ArquivoEnquanto reafirma o compromisso “de servir o povo com humildade, dedicação e objectividade” o Tribunal Administrativo(TA) constatou que as Contas do Estado de 2017 enfermam de diversas violações às normas, execução de despesas em verbas inapropriadas, alterações orçamentais sem documentos, milhões de meticais em receitas não foram canalizados a Conta Única do Tesouro e até o arquivo continua a ser realizado de foram deficiente.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 3 de 92