Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 28 Dezembro 2018 08:55

Armadores semi-industriais e industriais estrangeiros estão a ser notificados a arranjarem “sócio moçambicano” como forma de obterem o direito de pescar nas águas de Moçambique. “Qual é o problema que os moçambicanos detenham a maioria” reagiu o ministro Agostinho Mondlane quando questionado pelo @Verdade acrescentando que “o Chefe de Estado estava a falar (no Estado da Nação) do problema de combate a pobreza e que a riqueza vá para as mãos dos moçambicanos”.

Actualizado em Sexta, 28 Dezembro 2018 10:52
 
Escrito por Renato Caldeira   
Quinta, 27 Dezembro 2018 10:39

ArquivoPartiu para o eterno descanso José Filipe Magalhães: o maior velocista moçambicano de todos os tempos! “Magatsutsa”, como lhe chamavam os amigos, nasceu a 16 de Janeiro de 1938 na cidade de Lourenço Marques e faleceu na passada terça-feira(25), Dia da Família, na cidade de Nampula onde vivia incógnito. Recordamos a sua carreira num artigo que o @Verdade publicou há alguns anos.

Actualizado em Quinta, 27 Dezembro 2018 16:21
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 21 Dezembro 2018 08:07

Foto da Presidência da RepúblicaEmbora tenha iniciado o seu 4º Informe sobre o Estado da Nação declarando que “devemos ter a coragem de dizer a verdade” o Presidente Filipe Nyusi fez na quarta-feira(19) um discurso com muitas inverdades: “construímos de raiz o armazém regional de Nampula”, “expandimos a campanha de vacinação contra o sarampo e rubéola”, “o nosso plano é disponibilizar mil autocarros até ao final do quinquénio”, “criamos até ao presente cerca de 1 milhão e 300 mil postos de trabalho em todo o país”, “somos uma das nações que menos polui no planeta”...

Actualizado em Sexta, 21 Dezembro 2018 08:20
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 20 Dezembro 2018 07:43

Foto da Presidência da RepúblicaO Presidente Filipe Nyusi foi a Assembleia da República nesta quarta-feira(19) afirmar que em Moçambique está tudo na mesma: a pobreza mantém-se estável, continuam a faltar de salas de aulas para as crianças, a degradante situação nos hospitais mantém-se inalterável, o número de moçambicanos sem acesso a água potável e saneamento permanece fixo assim como os gastos em megalómanos, a inflação baixou mas o custo de vida permanece elevado... e até mesmo o esclarecimento das dívidas ilegais está em repouso.

Actualizado em Quinta, 20 Dezembro 2018 09:01
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 19 Dezembro 2018 07:14

Foto de Adérito CaldeiraA substituição da empresa belga Semlex na produção de documentos de identificação biométricos em Moçambique pela alemã Muhlbauer custou aos cofres do Estado pelo menos 5,7 biliões de meticais.

Actualizado em Quarta, 19 Dezembro 2018 14:38
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 4 de 92