Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 06 Maio 2019 07:53

Armas de grande calibre, fabricadas na República Checa, usadas por caçadores furtivos de rinocerontes na África do Sul são adquiridas em lojas de caça em Maputo com a conivência de funcionários de alto escalão nos ministérios do Interior, Turismo e Agricultura. Uma das empresas de armas tem ligações com o Ministério da Defesa, com o SISE e ao filho do Presidente Filipe Nyusi.

Actualizado em Terça, 07 Maio 2019 09:50
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 03 Maio 2019 07:47

A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) que recebeu uma Garantia Soberana do Estado de 2,2 biliões de Dólares norte-americanos tem dívidas acumuladas de mais de 1 bilião de Dólares junto dos seus parceiros de investimento na Área 4 Offshore do Bloco de Rovuma: ENI, CNPC, Galp e Kogás.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 02 Maio 2019 07:36

Os novos salários mínimos em vigor em Moçambique, com a pior revisão desde 2016, desmentem “o início do pós-crise” anunciado pelo Presidente Filipe Nyusi em meados de 2018. Apenas 5 por cento de aumento para os sectores da Pesca e Função Pública, este últimos que continuam amordaçados porque o Governo não quer reconhecer-lhes o direito de se organizarem em sindicatos, estão longe da cesta básica que aumentou 10 por cento para 19.637 Meticais.

Actualizado em Quinta, 02 Maio 2019 13:49
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 30 Abril 2019 07:38

Os resultados definitivos do Censo de 2017 revelam que após mais 10 anos de governação do partido Frelimo o futuro melhor não está no horizonte da maioria dos 27.909.798 moçambicanos que ficaram mais pobres. O Presidente Filipe Nyusi enfatizou que “os números falam” podem eles mostram que: o Produto Interno Bruto por pessoa reduziu, a maioria do povo continua a ser camponês, existem mais cidadãos a beberem água de fontes não seguras, aumentou o número de pessoas com latrinas não melhoradas e até os analfabetos aumentaram!

Actualizado em Terça, 30 Abril 2019 12:42
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 29 Abril 2019 07:42

Foto de  www.amundzukukahina.orgA Procuradora-Geral da República (PGR) informou aos moçambicanos que não há culpados pelo desmoronamento da Lixeira do Hulene, na Cidade de Maputo, que causou 16 pessoas há pouco mais de 1 ano. “(...) Foi proferido o despacho de abstenção e o ordenamento do arquivamento dos autos por se ter concluído pela inexistência de infracção de natureza criminal”, declarou Beatriz Buchili.

Actualizado em Segunda, 29 Abril 2019 07:50
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 4 de 100