Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 19 Novembro 2019 18:56

Foto de Naíta UsseneA reestruturação da dívida da EMATUM e a perspectiva do início da exportação do gás natural existente na Bacia do Rovuma em 2022 animam os governantes moçambicanos a voltarem aos mercados financeiros para contraírem novas dívidas Pública. “A questão é de se reconhecer que tens capacidade presente e futura de cumprir as suas obrigações” afirmou PCA da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH), Omar Mithá prognosticou que em 3 anos a classificação do rating de risco de Moçambique chegará a BBB... que permitiu as dívidas ilegais.

Actualizado em Quarta, 20 Novembro 2019 11:54
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 18 Novembro 2019 22:09

Foto de Adérito CaldeiraNa sequência da queda do nosso país no índice “Doing Business 2020” do Banco Mundial o ministro da Indústria e Comércio reconheceu que “Moçambique não baixou porque não fez nada, o que aconteceu foi que os outros países fizeram mais do que nós, fizeram mais depressa do que nós”. Ragendra de Sousa reiterou que o Governo é o primeiro interessado em melhorar o ambiente de negócios pois “sem investimento não há crescimento”.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Domingo, 17 Novembro 2019 23:22

Foto FIBADepois de terem colocado Moçambique num mundial de basquetebol, em 2014, as “Samurais” deixaram os moçambicanos a sonharem com uma participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 após derrotarem o Senegal neste domingo (18). Sem apoios para preparação e nem uma mensagem do Presidente, que pessoalmente tem prestado apoio aos perdedores “Mambas”, Leia Dongue pediu “apoiem a nossa selecção”.

Actualizado em Segunda, 18 Novembro 2019 08:25
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 14 Novembro 2019 22:38

Ainda sem conseguir usar a Garantia Soberana de 2,2 biliões de dólares que o Governo de Filipe Nyusi emitiu para financiar a participação directa de Moçambique na exploração do gás natural existente na Bacia do Rovuma, a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) já acumulou dividas que ultrapassam 1,5 bilião de dólares (92,2 biliões de meticais). O @Verdade apurou que 1,2 bilião de dólares (73,7 biliões de meticais) desse montante é endividamento contraído em 2018 para ressarcir aos seus parceiros na Área 1 e 4 pelas despesas que incorreram desde o início das actividades de pesquisa em 2006.

Actualizado em Sexta, 15 Novembro 2019 12:51
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 13 Novembro 2019 21:50

Foto de Adérito CaldeiraO Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em alta o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Moçambique até ao fim do ano. “As projecções para 2019 foram revisadas, no caso do crescimento do PIB, em alta de 1,8 por cento para 2,1 por cento” indicou nesta quarta-feira (13) o chefe da equipa do FMI que visitou o nosso país, Ricardo Velloso, que no entanto rebaixou as expectativas para o próximo ano “espera-se que o crescimento do PIB real venha a atingir 5,5 por cento em 2020”.

Actualizado em Quarta, 13 Novembro 2019 21:57
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 4 de 114