Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 12 Abril 2018 07:53

O Banco de Moçambique (BM) anunciou esta quarta-feira (11) uma redução da taxa MIMO e da FPC pela segunda vez este ano. Contudo, e mesmo depois de reduzir a Prime Rate do sistema financeiro, os bancos comerciais continuam a cobrar mais de 30 por cento em taxas de juro aos seus clientes. “A nossa postura tem sido de trabalharmos no sentido de colaboração, procuramos não entrar em confrontação” com as instituições de crédito, admitiu o Governador Rogério Zandamela.

Actualizado em Quinta, 12 Abril 2018 18:14
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 11 Abril 2018 07:38

Foto do Zitamar NewsEncurralada para financiar-se nos mercados internacionais, devido às dívidas ilegais da Proindicus, EMATUM e MAM, a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) está a negociar com os seus sócios no Consórcio Offshore da Área 1 da Bacia do Rovuma um financiamento de 2,2 biliões de dólares norte-americanos que precisa para realizar a sua participação no Plano de Desenvolvimento desse projecto de exploração de Gás Natural Liquefeito (GNL) na província de Cabo Delgado.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 10 Abril 2018 08:05

Foto cedida pela Assembléia da RepúblicaQuestionada durante uma Audição parlamentar, esta segunda-feira (09), sobre quando o novo Acordo Ortográfico entrará em vigor em Moçambique a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano afirmou que “(...) no mandato passado constou-nos que o Acordo andou na Assembléia da República, estava a ser trabalhado mas não chegamos a receber. Para este mandato o Acordo está a ser trabalhado”. O @Verdade descobriu que o polémico Acordo, criado em 1990, já foi entregue à Assembleia da República por duas ocasiões, “(...)no mandato do Presidente Guebuza quer agora no mandato do Presidente Nyusi o Acordo foi aprovado e foi remetido ao Parlamento”, revelou Lourenço do Rosário, o académico que lidera o processo no nosso país.

Actualizado em Quinta, 19 Abril 2018 08:51
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 06 Abril 2018 08:21

Foto cedido pelo UNICEFMoçambique está a perder a luta contra a desnutrição crónica, dos 44 por cento de moçambicanos afectados pela doença em 2008 apenas um por cento saiu dessa situação revelou a Directora Nacional Adjunta da Saúde, Maria Benigna Matsinhe, que esta semana reconheceu que “Muito se faz mas também pouco se faz” em relação a esta doença que retarda o crescimento das crianças, deixa-as vulneráveis a contrair doenças infecciosas e degenerativas, causa fraco desempenho intelectual e “pode conduzir a perdas de produtividade de cerca de 2 a 3 por cento do Produto Interno Bruto”. Para o Representante Adjunto do UNICEF, Michel Le Pechoux, um dos problemas é que as autoridades de saúde e parceiros envolvidos passam “demasiado tempo no nível central no desenho e não na implementação e aprendizagem nas nossas comunidades”.

 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 05 Abril 2018 07:46

Foto de Adérito CaldeiraAs previsões de que a economia moçambicana está a sair da crise deverão sofrer mais um revés com o recente agravamento da taxa de juro do Fed (Federal Reserve). “Em países como Moçambique, é de esperar que o aumento da taxa de juros norte-americana agrave a Prime Rate”, prognosticou o Professor Catedrático em Economia da Universidade Eduardo Mondlane, António Francisco, que ao @Verdade considerou “doentia a realidade económica moçambicana que vivemos” pela aposta do Governo em resistir às mudanças reformistas que precisa de fazer.

Actualizado em Sábado, 07 Abril 2018 10:02
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 6 de 76