Escrito por Redação   
Quinta, 26 Junho 2014 17:43

O intelectual português Coimbra Martins dizia: “A vida seria uma eterna comédia se a morte não lhe emprestasse seriedade”. Mas esse pensamento parece ultrapassado, se nos debruçarmos sobre a forma como é encarada esta fase da existência, hoje em dia, em que a comédia extravasou para o suposto lado da seriedade. Os funerais tornaram-se palcos de moda, e os momentos de consternação criados pela partida de um ente querido dão oportunidade à demonstração da opulência, ou do oportunismo daqueles que terão os próximos dias com pasto garantido. Já não se vai às cerimónias fúnebres por solidariedade, mas para se ser visto, e celebrarem-se momentos de regabofe, com o ponto máximo da festa a exaltar-se no oitavo dia do falecimento de alguém.

Actualizado em Quinta, 26 Junho 2014 17:51
 
Escrito por Duarte Sitoe   
Quinta, 26 Junho 2014 15:09

A selecção nacional de atletismo para pessoas deficientes esteve em grande no quarto Meeting Internacional da Tunísia, certame que teve lugar entre os dias 10 e 20 do mês em curso. Os moçambicanos conquistaram um total de 16 medalhas e terminaram na sexta posição da tabela classificativa geral, superando países como Brasil e Rússia.

Actualizado em Quinta, 26 Junho 2014 22:45
 
Escrito por Redação   
Quarta, 25 Junho 2014 18:00

O Presidente de Moçambique destacou os temas da paz, unidade nacional e combate à pobreza para assinalar o 39.º aniversário da Independência, que nesta quarta-feira (25) se assinala. Armando Guebuza referiu-se a "muitos sucessos" em 39 anos de independência, realçando "a unidade nacional e os fundamentos de uma paz assente no diálogo". Enquanto isso, na região centro de Moçambique, as Forças de Defesa e Segurança reforçam posições e confrontos armados são registados diariamente alguns deles a alvos civis.

Actualizado em Quarta, 25 Junho 2014 19:33
 
Escrito por Redação   
Quinta, 19 Junho 2014 15:40

Nas regiões onde a empresa brasileira Vale Moçambique se estabelece multiplica-se o desgosto das populações. Para além do mau encaminhamento dos processos de reassentamento para dar lugar a vários empreendimentos económicos e da falta de entendimento entre as partes no que diz respeito às indeminizações, imperam as falhas de comunicação entre a firma, o Executivo e as famílias, situação em que, não raras vezes, os governos locais saem em defesa desta multinacional. As promessas de uma vida melhor a pessoas removidas das suas terras são, nalguns casos, cumpridas depois de muitas batalhas por parte dos lesados e, na pior das hipóteses, as compensações não passam de letra-morta.

Actualizado em Quinta, 19 Junho 2014 15:56
 
Escrito por Redação   
Segunda, 23 Junho 2014 17:02

Dois cidadãos moçambicanos perderam a vida nesta segunda-feira (23) em consequência de mais uma ataque armado a uma coluna de várias centenas de viaturas, protegidas pelas Forças de Defesa e Segurança de Moçambique, que circulava esta manhã na Estrada Nacional nº1 no sentido Centro - Sul.

 
Início Anterior 71 72 73 74 75 76 Seguinte Final

Pág. 76 de 76