Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 15 Janeiro 2015 11:38

"O povo é meu patrão. O meu compromisso é de servir o povo moçambicano como meu único e exclusivo patrão" afirmou Filipe Jacinto Nyusi após tomar posse nesta quinta-feira(15) como o quarto Presidente de Moçambique, numa cerimónia formal que teve lugar na Praça da Independência na cidade de Maputo.

Actualizado em Sexta, 16 Janeiro 2015 10:33
 
Escrito por Redação   
Quinta, 15 Janeiro 2015 16:18

Moçambicanas e Moçambicanos!

Caros Compatriotas, Iniciamos hoje uma importante etapa do nosso percurso histórico como Povo e como Nação que levará Moçambique a um novo patamar de Harmonia e Desenvolvimento. E com elevada honra e a maior humildade que assumo a Alta Magistratura do Estado e da Nação, como o quarto Presidente da República de Moçambique.

Este é o mandato que milhões de moçambicanos me conferiram em mais um processo de eleições democráticas, para liderar os destinos desta grande Nação nos próximos cinco anos.

Actualizado em Segunda, 06 Abril 2015 17:55
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sábado, 17 Janeiro 2015 14:47

A chuva intensa registada nas últimas 24 horas na província de Cabo Delgado, 60.9mm de pluviosidade, originou a subida do caudal do rio Lúrio que originou o "rompimento parcial de uma uma ponte" na Estrada Nacional condicionando durante algumas horas o tráfego rodoviário entre a província de Nampula e a cidade de Pemba, assim para o norte da província de Cabo Delgado. Segundo o Director da ARA Centro-Norte o tráfego rodoviário já foi retomado e o caudal do rio Lúrio está a diminuir.

Actualizado em Sábado, 17 Janeiro 2015 17:01
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 16 Janeiro 2015 10:08

A chuva forte deu alguma trégua nas regiões centro e norte de Moçambique o que originou a descida do caudal de alguns rios. Em Mocuba, na província da Zambézia, nesta quinta-feira(15), enquanto o novo Presidente de Moçambique tomava posse, centenas de moradores das zonas ribeirinhas do rio Licungo regressaram ao local onde estavam as suas residências e não encontraram nada.

Ainda em Mocuba oito pessoas morreram após o naufrágio de uma embarcação pertencente ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidades que tentava fazer a ligação entre os dois pontos da cidade, onde desabou a ponte. Com este sinistro sobe para 24 o número de vítimas mortais das cheias neste município do centro de Moçambique.

Em Cuamba, na província do Niassa, os caudais dos rios Muanda e Namutibwa também reduziram mas um buraco largo e profundo próximo de uma ponte ainda condiciona o tráfego rodoviário para Lichinha e o lodo dificulta a passagem para Nampula.

Entretanto um ciclone tropical está aproximar-se do canal de Moçambique e poderá, nos próximos dias, fustigar as zonas costeiras do centro do país.

Actualizado em Sexta, 16 Janeiro 2015 12:55
 
Escrito por Redação   
Quinta, 15 Janeiro 2015 10:52

No quinto dia de cheias em Moçambique chega da África do Sul o primeiro apoio internacional. As Forças Armadas da África do Sul vão enviar nesta quinta-feira(15) um contigente militar para prestar assistência às vítimas das cheias na província moçambicana da Zambézia.

Vários distritos desta província do centro de Moçambique estão sitiados devido a queda de pontes e a submersão de troços da Estrada Nacional nº1

Actualizado em Quinta, 15 Janeiro 2015 13:07
 
Início Anterior 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 Seguinte Final

Pág. 100 de 105