Governo entrega 9130 hectares para produção de arroz na Zambézia
Destaques - Economia
Escrito por Correio da Manhã  

Cerca de 9130 hectares acabam de ser disponibilizados pelo Governo moçambicano à multinacional OLAM-Moçambique, para a montagem da fábrica de produção de arroz no distrito de Mopeia, província central da Zambézia.

Os trabalhos de plantação e construção da respectiva fábrica de processamento do produto deverão arrancar nos finais deste 2013, segundo fonte da OLAM Moçambique, sem, contudo, indicar o valor que deverá ser aplicado para a viabilização do empreendimento.

Contudo, a firma indicou que cerca de 5500 hectares do total da parcela concedida serão utilizados para a plantação de cana sacarina, cuja primeira fase do programa deverá terminar em 2015, altura em que a OLAM Moçambique prevê produzir cerca de 6,5 mil toneladas de arroz por hectare.

Reassentamentos

Entretanto, para implementar o projecto, cerca de 100 agregados familiares deverão ser reassentados noutras regiões do distrito de Mopeia, segundo Susana Serra, directora da Ambiqual, empresa de consultoria responsável pelo estudo do impacto ambiental daquele programa.

Para o efeito, iniciaram-se, sexta-feira passada, as consultas públicas para a avaliação de eventuais riscos do projecto, de acordo ainda com aquela consultora, acrescentando que dados preliminares indicam que a implementação do empreendimento, em Mopeia, “não acarretará impactos negativos significativos” por estarem a ser acauteladas acções para evitar a erosão do solo e devido ao uso controlado de fertilizantes, para além de acções que permitam maior envolvimento da população local naquela actividade produtiva.

Por Mopeia ter pouca densidade populacional, “não são reportados conflitos sobre utilização de terra, lenha ou pastagem”, acrescenta Serra, apontando industrialização, melhoramento de infra-estruturas rodoviárias e geração de mais emprego como ganhos que poderão resultar da implantação do empreendimento naquela região.

Até ao momento, refirase, a OLAM-Moçambique dedica-se à importação e distribuição de arroz no mercado nacional e está também envolvida na produção de algodão na província de Nampula. A OLAM-Moçambique é subsidiária da OLAMInternational, cuja sede está em Singapura.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom