USD 2,2 biliões para modernizar o Corredor Logístico de Maputo
Destaques - Economia
Escrito por Correio da Manhã  
Quinta, 09 Outubro 2014 13:59
Share/Save/Bookmark

O projecto de modernização do Corredor Logístico de Maputo deverá consumir cerca de USD 2,2 mil milhões, montante a ser injectado pela empresa pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) em parceria com a sociedade privada concessionária do Porto de Maputo-MPDC.

Apurou-se junto da direcção das duas empresas que aquele forcing financeiro visa responder à crescente demanda de transacção de mercadorias entre Moçambique, Suazilândia e África do Sul, que se espera ocorra no Corredor Logístico de Maputo a partir de 2015.

Basicamente, o montante será usado para apetrechar as infra-estruturas ferro-portuárias de Maputo, pois “o grande desafio é apostar-se exclusivamente no transporte de carga via linha-férrea”, porque o actual modelo do Corredor de Maputo é dominado por camiões em vez de comboios.

Questionado sobre as razões e vantagens da aposta futura no modelo de escoamento de mercadorias via linha-férrea em detrimento da via rodoviária, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) dos CFM, Victor Gomes, disse que o novo sistema vai trazer “mais conforto, segurança e maior rapidez” nas trocas comerciais com os países do hinterland.

Outra das razões para aquele investimento milionário conjunto entre os CFM e MPDC está associada ao Centro Operacional Conjunto (JOC), uma plataforma logística regional de transacções comerciais estabelecida pelas companhias ferroviárias de Moçambique, Suazilândia e África do Sul.

Oficialmente inaugurado em Setembro passado em Maputo pelos governos daqueles três países vizinhos, o JOC visa potenciar o uso das linhas-férreas nas trocas comerciais na região, daí o investimento milionário dos CFM e MPDC na ordem dos USD 2,2 biliões.

Refira-se que o Presidente sul-africano, Jacob Zuma, anunciara um investimento na ordem dos 300 mil milhões de randes na operadora estatal Transnet Freight Rail para melhorar a sua base logística e aplicar boa parte do valor no Corredor Logístico de Maputo no âmbito do projecto JOC.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quinta, 09 Outubro 2014 15:49
 
Avaliação: / 0
FracoBom