Narciso Matos quer a Universidade Politécnica livre de fraude e plágio académicos
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  
Sexta, 23 Março 2018 07:17
Share/Save/Bookmark

O reitor da Universidade Politécnica, Narciso Matos, considera que as acções de combate à fraude e ao plágio, nas instituições de ensino, só poderão surtir efeito se os estudantes tomarem a dianteira nesta luta e não somente com a tomada de medidas preventivas ou endurecimento das de carácter sancionatório.

 

 

De acordo com Narciso Matos, as instituições de ensino devem envidar esforços, no sentido de envolver os estudantes no combate a estas práticas e fazê-los perceber que, ao enveredar por elas, estarão a comprometer a sua formação.

“Estamos convencidos de que a única forma de (os estudantes) terem uma formação sólida é aprenderem por eles próprios. Por isso, devem ser exemplares no combate à fraude e ao plágio”, enfatizou o reitor da Universidade Politécnica.

Narciso Matos falava na quarta-feira, 21 de Março, na cidade de Maputo, durante a cerimónia de abertura oficial do ano lectivo da Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologias (ESGCT), uma unidade orgânica da Universidade Politécnica, cujo lema foi a “Ética Universitária e Qualidade”.

Dirigindo-se à audiência, constituída por estudantes e docentes, o reitor referiu que “a Universidade Politécnica fará de tudo, para ser uma instituição de ensino livre da fraude e do plágio. Não é porque queremos ser maus ou bons, mas porque é a única forma de oferecermos ao mercado quadros competentes”.

“Se permitirmos que as fraudes e os plágios aconteçam, estaremos a destruir os alicerces necessários para uma educação de qualidade. Por isso, vamos fazer da Universidade Politécnica um exemplo de intolerância a estes males e contamos com a vossa colaboração”, acrescentou Narciso Matos.

A Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologias (ESGCT), que é uma das unidades orgânicas da Universidade Politécnica, inscreveu, no presente ano lectivo, 1859 estudantes de um total de 5.000 e conta com 205 docentes de um universo de 652.

Ainda no âmbito da abertura do ano lectivo da ESGCT, o professor catedrático Brazão Mazula vai proferir uma oração de sapiência, no próximo dia 28 de Março, com o tema “Ética Universitária e Qualidade”.

Comentários   

 
0 #1 David Korver 23-03-2018 17:21
Grande homem que conheco como um que nao so fala mas age. Nunca me esqueco da vez que o vi tirar os sapatos para atravesar um riacho com agua suja e lama ja que carro nao passava, para ir visitar uma escolinha primaria destruida pela tempestade enquanto que a sra do distrito responsavel pela educacao escolheu ficar-se por ai.
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 23 Março 2018 07:44
 
Avaliação: / 1
FracoBom