Standard Bank consolida relações com embaixadas e ONG
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  
Segunda, 02 Abril 2018 07:19
Share/Save/Bookmark

Foto de Fim de SemanaO Standard Bank reuniu-se, na quinta-feira, 29 de Março, com representantes das principais embaixadas e organizações não-governamentais (ONGs), nacionais e estrangeiras, que actuam no País, para apresentar as soluções que dispõe para este segmento, bem como consolidar parcerias com as mesmas.

Para além de providenciar serviços bancários tradicionais, o banco está preparado para apoiar este segmento, incluindo empresas do sector público, escolas e confissões religiosas, na concepção e implementação de iniciativas de responsabilidade social, projectos ligados à juventude, ao empreendedorismo, ao género, entre outros que constituam uma mais-valia para estas entidades.

Conforme explicou Sónia Cumbi, directora da unidade responsável por este segmento, o banco oferece condições especiais de acesso ao crédito e demais produtos financeiros a este conjunto de entidades e seus colaboradores.

“O Standard Bank não olha para os clientes como tal, mas sim como parceiros. Quando se fala de um banco, o que vai à mente das pessoas são transacções, dinheiro, etc, mas nós vamos para além disso. O nosso objectivo é ajudar os clientes a ter um crescimento sustentável e, por via disso, consolidar a nossa relação”, disse Sónia Cumbi.

“Nós vamos, em caso de necessidade, às embaixadas, ONGs e outras entidades, ouvir as suas preocupações e, com base nelas, sugerimos soluções”, comentou Sónia Cumbi, tendo acrescentado que o banco realiza palestras sobre educação financeira no domicílio do cliente como parte das vantagens oferecidas.

Uma das entidades que já beneficia das vantagens desta abordagem de negócio do Standard Bank é o Fundo para a Melhoria do Ambiente de Negócios (FAN), cujo director executivo, Nuno Remane, acredita que o banco ajuda a incrementar as capacidades das empresas, no geral, e das embaixadas e ONGs, em particular.

“A nossa organização tem como finalidade contribuir para a melhoria do ambiente de negócios no País, e isso só é possível com o suporte deste tipo de serviços”, asseverou o director executivo do FAN, que foi secundado por Mércia Fernandes, representante da Embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Moçambique.

“A nossa experiência tem sido boa e esta apresentação serviu para mostrar que ainda há muito por explorar no nosso País.

A capacitação financeira e o apoio ao empreendedorismo são áreas que nos interessam e, por isso, vamos avaliar a possibilidade de apostar nelas”, afirmou Mércia Fernandes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom