Teresa Manjate, especialista em literatura: ‘Em cada contexto, as pessoas desenvolvem comportamentos diferentes’
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  
Quarta, 16 Maio 2018 07:38
Share/Save/Bookmark

Foto de Fim de SemanaA especialista em literatura, Teresa Manjate, considera que as pessoas desenvolvem comportamentos e manifestações diferentes, em função de determinados contextos e do local geográfico onde se encontram: “São os espaços e os contextos temporais que moldam as pessoas”.

A docente universitária - que falava no sábado, 12 de Maio, no Centro Cultural Franco Moçambicano - foi oradora da 4ª sessão das Tertúlias Itinerantes, subordinada ao tema “Entre Memórias Silenciadas de Ungulani Ba Ka Khosa e Virgem Margarida de Licínio Azevedo: espaços e memórias”.

Com base na topoanálise, a docente relacionou os espaços: características e comportamentos das personagens e memórias. A oradora falou também das diferenças que se podem observar mas personagens ao longo das trajectórias - no meio rural, no meio urbano e em campos de reeducação.

“No campo, as pessoas têm um determinado tipo de vivência. Mas se estas mesmas pessoas forem à cidade vão, de certeza, desenvolver um outro tipo de comportamento, embora ligadas ao campo, através do pensamento e da saudade”, descreveu.

“Isto acontece também no sentido oposto, no qual as pessoas da cidade quando chegam ao campo apresentam um determinado tipo de comportamento, diferente do contexto da urbe. Portanto, são os espaços e os contextos temporais que moldam as pessoas”, assegurou.

“As duas obras falam do campo de reeducação, da maneira como as pessoas foram reeducadas, bem como do contexto em que isso aconteceu. Mas, mais do que isso, as duas obras convergem na ideia de como as pessoas têm comportamentos diferentes e desenvolvem diferentes tipos de manifestações, em função dos lugares onde se encontraram”, explicou.

Importa referir que a Tertúlias Itinerantes é um ciclo de palestras que decorre mensalmente na capital do País, reunindo académicos e o público no geral, para debater sobre diversos temas relacionados com a interculturalidade e o desconhecimento mútuo no contexto da era global.

Esta iniciativa académica conta com a coordenação dos académicos Sara Laísse, da Universidade Politécnica, Eduardo Lichuge da Universidade Eduardo Mondlane e Lurdes Macedo, da Universidade Lusófona de Portugal.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom