Ministro da Economia e Finanças faltou a verdade sobre pagamentos da dívidas ilegais
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  
Quinta, 24 Maio 2018 07:46
Share/Save/Bookmark

Na sessão de Perguntas dos deputados da Assembleia da República (AR) ao Governo, do passado dia 16, o ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, faltou a verdade quando declarou que Moçambique não está a pagar a dívida comercial desde 2016. O Tribunal Administrativo indica que o Governo fez dívida interna de cerca de 200 milhões de dólares norte-americanos para amortizar as dívidas ilegais da Proindicus e da EMATUM.

Discursando na plenária da AR o ministro afirmou que Moçambique está “a pagar a dívida multilateral e a dívida bilateral, a dívida comercial nós não estamos a pagar desde 2016 que estamos num processo de negociação”.

Na verdade o Relatório do Tribunal Administrativo sobre a Conta Geral do Estado de 2016 indica que o Executivo de Filipe Nyusi contraiu nesse ano três empréstimos junto do Banco de Moçambique no montante global de 14.261.944 mil meticais, equivalentes a 199.775.091,91 dólares norte-americanos.

“O valor total dos pagamentos realizados pelo Estado, em 2016, relativos à dívida da Proindicus, foi de 67.514.720 dólares norte-americanos, sendo 58.758.498 dólares norte-americanos destinados ao Credit Suisse AG, 7.861.389 dólares norte-americanos à Palomar Capital Advisor AG e 894.833 dólares norte-americanos ao VTB Capital PLC”, pode-se ler no documento do tribunal que fiscaliza as contas do Estado moçambicano.

Além disso o Tribunal Administrativo refere no seu Relatório que o Executivo usou parte da dívida contraída no Banco de Moçambique para pagar a 3ª prestação, no valor de 100.884.587,5 dólares norte-americanos, dos quais 76.500.000 dólares norte-americanos correspondem ao capital e 24.384.587,5 dólares norte-americanos, ao juro, e ainda pagou os juros 4ª prestação da dívida da Empresa Moçambicana de Atum (EMATUM).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 25 Maio 2018 08:12
 
Avaliação: / 0
FracoBom