Chefe do Estado incentiva empresários a canalizar as contribuições dos trabalhadores à Segurança Social
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  
Segunda, 11 Junho 2018 07:53
Share/Save/Bookmark

Foto de Fim de SemanaO Presidente da República considerou que a delegação do INSS-Instituto Nacional de Segurança Social, inaugurada, na quinta-feira passada, no distrito municipal KaMubukwana, na cidade de Maputo, vai colocar os serviços de segurança social cada vez mais próximos dos contribuintes, beneficiários e pensionistas.

Filipe Nyusi realçou que, com o advento da independência nacional e, mais tarde, com a implementação do sistema nacional de segurança social obrigatória, que hoje vigora no País, o trabalhador moçambicano passou a estar protegido pelo Estado, em caso de impedimento temporário ou permanente para continuar a trabalhar.

“Vamos encorajar e mobilizar os Trabalhadores por Conta Própria (TCP) para que se inscrevam e paguem as suas contribuições como forma da sua autodefesa e como forma de preparar o amanhã”, frisou o estadista. Desde 2015, segundo realçou o Chefe do Estado, para além da infraestrutura ora inaugurada, o Governo já ergueu sete delegações distritais, nomeadamente de Dondo e Marromeu, na província de Sofala, da Manhiça, na província de Maputo, de Vilankulo, em Inhambane, de Cuamba, na província de Niassa, Montepuez, em Cabo Delgado,l e de Monapo, na província de Nampula.

“Os esforços do Governo só alcançam os objectivos definidos quando correspondidos pela dedicação e brio dos profissionais afectos nessas delegações e, em particular, nesta que acabamos de inaugurar”, indicou Filipe Nyusi.

Num outro desenvolvimento, o Presidente da República disse que “pudemos constatar que os trabalhadores já podem consultar através do telefone a sua situação contributiva. Igualmente, tomamos conhecimento com agrado que os empresários a partir das suas empresas podem tratar da documentação da segurança social e fazer os respectivos pagamentos via internet”. Intervindo, na ocasião, em representação dos pensionistas, Mara Mangane, referiu que os pensionistas estão cientes do papel que a segurança social desempenha na vida dos trabalhadores.

“Durante longos anos de trabalho contribuímos para o desenvolvimento do País e, hoje na situação de reformados, beneficiamos das pensões pagas pelo INSS, pelo que manifestamos a nossa grande satisfação pelo trabalho do Governo, que através do Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social procura soluções para melhorar a prestação dos serviços”, realçou.

Hoje, conforme acrescentou Mara Mangane, com a informatização do sistema os pedidos dos pensionistas têm sido atendidos com mais celeridade: “Já estamos a realizar a prova de vida com aparelhos que tiram fotografia impressão digital, tudo computadorizado”, frisou.

Refira-se que o novo empreendimento do INSS, com um custo global de 22.300 mil meticais, localiza-se no maior distrito da cidade de Maputo, com cerca de 13 mil pensionistas estimando-se que venha a atender pouco mais de 900 contribuintes e cerca de 62 mil beneficiários.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom