PNUD e Fundação Tony Elumelu celebram parceria para formação e financiamento de 100 mil empreendedores africanos
Destaques - Economia
Escrito por Divulgação  
Quinta, 18 Julho 2019 20:15
Share/Save/Bookmark

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a rede global de desenvolvimento das Nações Unidas, celebrou, no passado dia 6 de Julho, uma parceria com a Fundação Tony Elumelu (TEF) - filantropia africana comprometida com o empoderamento de empreendedores, com objectivo de formar, orientar e apoiar financeiramente 100.000 jovens empreendedores de todos os países africanos, ao longo de 10 anos, para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Agenda 2063 da União Africana.

O Programa de Empreendedorismo para Jovens do TEF-PNUD, que deverá mobilizar apoio para as startups, visa gerar milhões de novos empregos e contribuir com pelo menos US $ 10 bilhões em novas receitas anuais em toda a África.

A parceria foi anunciada no passado dia 6 de Julho, na 12ª Sessão Extraordinária da Assembleia da União Africana (UA), onde o fundador do TEF, Tony Elumelu e a Directora Regional do PNUD para África, Ahunna Eziakonwa rubricaram o memorado.

O Programa de Empreendedorismo Jovem do TEF-PNUD será implementado através do Programa de Empreendedorismo do TEF, que já beneficiou 7.520 empreendedores em 54 países africanos em apenas cinco anos de existência. Da mesma forma, o programa baseia-se na iniciativa YouthConnekt do PNUD. O objetivo é aumentar a criação de empregos por meio do empreendedorismo dinâmico e criar um crescimento económico sustentável que ancore o desenvolvimento de comunidades e estados.

Falando sobre a parceria, Ahunna Eziakonwa, Secretária Geral Adjunta e Directora Regional do PNUD para a África afirmou que: “Africa em uma terra de muitas oportunidades e investir em jovens devem estar no coração de qualquer agenda de desenvolvimento. Precisamos investir em seu potencial, talento, energia e entusiasmo e criar a oportunidade para que realizem plenamente seus sonhos. É por isso que o PNUD está co-criando soluções de desenvolvimento, investindo em modelos de empreendedorismo para promover o crescimento inclusivo. Convocamos outras entidades do setor privado a se unirem à Fundação Tony Elumelu para apoiar jovens empreendedores”.

Por seu turno, o CEO da Fundação Tony Elumelu, Ifeyinwa Ugochukwu disse: “Nossa parceria com o PNUD é bem-vinda e oportuna - ela ajudará diretamente o sucesso empresarial em várias áreas frágeis e é um testemunho da abordagem validada para a filantropia em que fomos pioneiros. A África precisa de parceiros que não acreditem apenas no potencial do seu setor privado para defender o desenvolvimento económico, mas apoiam isso com compromisso. Com este acordo, o PNUD provou ser um verdadeiro parceiro para os empresários de África e demonstrou o seu compromisso de trabalhar connosco para aumentar o impacto desta iniciativa e eliminar a pobreza no continente”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 19 Julho 2019 07:26
 
Avaliação: / 0
FracoBom