Fátima Gravata lança livro de poesia “As 48 Horas do Dia”
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz  
Segunda, 23 Dezembro 2019 06:38
Share/Save/Bookmark

A escritora Fátima Gravata lançou, na quinta-feira, 19 de Dezembro, em Maputo, um livro de poesia intitulado “As 48 Horas do Dia”, um volume de poemas profundos e contagiantes que perfazem uma sequência narrativa, numa longa reflexão sobre a vida.

Composta por 80 páginas, a obra “As 48 Horas do Dia” é uma colectânea de vários textos poéticos que trazem revelações e dedicatórias em jeito de poesia para as pessoas que fazem parte do universo de convivência da escritora, nomeadamente filhos, familiares e demais amigos.

Sobre esta produção literária, que conta com o apoio da Moçambique Telecom (Tmcel) e da Secret Supply, Fátima Gravata referiu que ela retrata a vivência e o aprendizado das pessoas na vida, desde a tenra idade até à idade adulta: “Descreve o que um ser humano evidencia quando cresce e os passos que pode dar nos sentidos negativo e positivo”, indicou.

Este é o primeiro livro de vários outros que a escritora se propõe a escrever a médio prazo: “Para além de poesia, tenciono ainda escrever sobre Roaming e Interligação, pois são áreas vastas, cuja formação, no País, não existe, sendo que no estrangeiro a formação é bastante dispendiosa. Penso ter chegado o momento oportuno para eu deixar um legado sobre o trabalho que tenho vindo a desenvolver há mais de 20 anos”, frisou.

O apoio da Tmcel à obra da Fátima Gravata enquadra-se, segundo Mário Albino, administrador para a Área de Administração e Finanças, no âmbito do compromisso da operadora para com o desenvolvimento da cultura moçambicana, prosseguindo com o legado das duas empresas de telecomunicações que deram origem à Tmcel, nomeadamente a Moçambique Celular (mcel) e a TDM-Telecomunicações de Moçambique.

“Esta cerimónia reveste-se de particular importância, para nós, porque acontece num espaço cultural da Tmcel, que está a acolher o seu segundo evento, após ter abraçado a exposição do renomado artista plástico moçambicano PMourana, sob o tema Eterno Recomeço - 40 anos de peregrinação artística”, destacou o administrador.

Fátima Gravata nasceu em Maputo e é formada em Electrónica de Rádio e Televisão. Licenciada nas áreas de Psicologia de Trabalho e Organizações, Planificação, Administração e Gestão de Educação, Psicologia Clínica e de Aconselhamento, é também mestrada em Gestão de Empresas.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Segunda, 23 Dezembro 2019 06:42
 
Avaliação: / 0
FracoBom