Salários só aumentam entre 4% e 12%, comida já aumentou mais de 20% em Moçambique
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 27 Abril 2016 08:51

Montagem fotográfica @VerdadeO pão que nos roubam no peso ficou 30% mais caro, a água que não é potável para a maioria do povo subiu mais de 15%, a electricidade de má qualidade aumentou 15%, o preço da comida agravou-se em mais de 20% porém o nosso empregado decidiu que o salário do seu patrão só vai crescer entre 4% e 12,5%.

Actualizado em Segunda, 30 Maio 2016 15:59
 
Países investigam nomes ligados a vazamentos de documentos financeiros no Panamá
Destaques - Economia
Escrito por Agências   
Segunda, 04 Abril 2016 17:21

As autoridades da Austrália e da Nova Zelândia começaram a investigar clientes locais de um escritório de advocacia sediado no Panamá que está no centro de uma gigantesca fuga de informação por suspeita de evasão fiscal. Outras jurisdições devem seguir o mesmo caminho na esteira da fuga, ocorrido durante o final de semana, de detalhes de centenas de milhares de clientes em mais de 11,5 milhões de documentos dos arquivos do escritório Mossack Fonseca, que tem sede no Panamá. Os documentos estão no centro de uma investigação publicada no domingo pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos e mais de 100 outras organizações de mídia de todo o mundo.

 
FMI corta projeção de crescimento global e alerta para risco de estagnação global
Destaques - Economia
Escrito por Agências   
Terça, 12 Abril 2016 16:49

O Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou a sua projecção de crescimento global pela quarta vez no último ano nesta terça-feira, citando a desaceleração da China, os preços persistentemente baixos do petróleo e a fraqueza crónica das economias avançadas.

 
Por decreto, governo venezuelano prorroga estado de emergência económica
Destaques - Economia
Escrito por Agências   
Quarta, 16 Março 2016 19:44

O governo da Venezuela publicou no diário oficial desta segunda-feira um decreto que prorroga por mais 60 dias o estado de excepção de emergência económica declarado pelo presidente Nicolás Maduro a 14 de Janeiro para enfrentar a crise económica na nação sul-americana.

 
Antes de informar ao povo, Governo de Nyusi vai primeiro dar explicações ao FMI sobre as dívidas ilegalmente avalizadas pelo Estado
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 19 Abril 2016 08:21

Continuando a manter os moçambicanos na ignorância, relativamente as dívidas contraídas por empresas públicas com garantias ilegais do Estado, o Governo de Filipe Nyusi volta esta semana aos Estados Unidos da América(EUA) para explicar ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que outros empréstimos, estimados em mais de 1 bilião de dólares norte-americanos, somam-se aos da Empresa Moçambicana de Atum (EMATUM) na cada vez menos sustentável da dívida pública de Moçambique. Na passada sexta-feira(15) a agência de notação financeira Moody considerou uma “troca problemática” a renegociação da dívida da EMATUM e por isso voltou a baixar o rating do nosso país. Antes, na segunda-feira(11) o Banco de Moçambique adiou pela primeira vez, em muito tempo, a reunião do Comité de Política Monetária. Entretanto o dólar norte-americano, escasso nos bancos comerciais, recomeçou a subir no mercado paralelo.

Actualizado em Segunda, 30 Maio 2016 16:02
 
Início Anterior 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 Seguinte Final

Pág. 230 de 290