Programa financeiro do FMI “só depois das Eleições” Gerais de 2019
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 21 Dezembro 2018 08:01

Foto de Adérito CaldeiraO Representante do Fundo Monetário Internacional em Moçambique revelou ao @Verdade estão sanadas as questões do misreporting relativas às dividas ilegais contudo um novo Programa financeiro “só depois das Eleições” Gerais de 2019.

Actualizado em Sexta, 28 Dezembro 2018 12:08
 
Adstrita à Universidade Politécnica: Escola Secundária das Acácias com novas instalações
Destaques - Economia
Escrito por www.fimdesemana.co.mz   
Sexta, 08 Fevereiro 2019 06:58

Foto de Fim de SemanaA Escola Secundária das Acácias (ESDA), adstrita à Universidade Politécnica, conta, a partir do presente ano lectivo, com novas instalações, construídas de raiz, com vista a conferir mais comodidade aos alunos.

 
Presidente João Lourenço: negócios, ofertas de armas e antigos fantasmas
Destaques - Economia
Escrito por Miguel Sanz   
Quarta, 23 Janeiro 2019 22:48

Quando o Presidente João Lourenço compareceu no Fórum Econômico Mundial (WEF) na cidade suíça de Davos, em janeiro passado, sugeriu que os ventos de mudança estavam a soprar em Angola. A sua mensagem aos investidores era clara: as perspectivas econômicas parecem desanimadoras, mas o péssimo registo de corrupção em Angola, a dependência excessiva do petróleo e a má gestão dos fundos públicos acabou e é ele quem conduz o navio.

 
President Joao Lourenço: businesses, arms deals and old ghosts
Destaques - Economia
Escrito por Miguel Sanz   
Terça, 22 Janeiro 2019 18:20

When President João Lourenço attended the World Economic Forum (WEF) in the Swiss town of Davos last January, he suggested that the winds of change were blowing in Angola. His message to investors was clear: the economic outlook looks bleak, but Angola’s poor record with corruption, its over-reliance on oil and mismanagement of public funds is over and he is the one to steer the ship around.

 
BM relaxa um bocado política monetária mas 2018 finda com juros acima de 22 por cento e o dólar nos 61 meticais
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 14 Dezembro 2018 06:50

Foto de Adérito CaldeiraO Comité de Política Monetária(CPMO) do Banco de Moçambique relaxou um bocado a política monetária restritiva que tem estado a implementar desde 2016 porém o ano vai findar com as taxas de juro acima dos 22 por cento e o dólar ultrapassando os 61 meticais.

Actualizado em Segunda, 17 Dezembro 2018 08:37
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 5 de 239