Terremoto deixa mais de 700 feridos no Irão
Destaques - Internacional
Escrito por Agências  
Terça, 27 Novembro 2018 08:01
Share/Save/Bookmark

O presidente do Irão, Hassan Rouhani, disse que nenhum esforço será poupado para ajudar as vítimas de um terremoto de magnitude 6,3 que deixou mais de 700 feridos na fronteira do país com o Iraque, informou a televisão estatal nesta segunda-feira.

O tremor de domingo foi sentido em ao menos sete províncias do Irã, mas afetou mais fortemente a região de Kermanshah, onde no ano passado mais de 600 pessoas morreram e milhares ficaram feridas no terremoto mais violento a atingir o país em mais de uma década.

“Rouhani ordenou que autoridades façam tudo que for necessário para fornecer ajuda às vítimas do terremoto”, afirmou a TV estatal. O chefe da Sociedade do Crescente Vermelho no Irão, Mahmoud Mohammadi Nasab, disse à TV que não houve vítimas fatais.

Imagens transmitidas pela televisão estatal mostraram casas danificadas na cidade de Sarpol-e Zahab, em Kermanshah, onde algumas pessoas ainda estão desabrigadas devido ao terremoto de magnitude 7,3 que atingiu a região no ano passado.

“Nós temos 729 feridos, 700 deles foram tratados e liberados… cerca de 18 pessoas foram hospitalizadas”, disse o governador de Kermanshah, Houshang Bazvand, à TV.

A agência de notícias estatal do Irão disse que outros dois terremotos de magnitude 5,2 e 4,6 atingiram a cidade de Sarpol-e Zahab nesta segunda-feira, após o terremoto de domingo e 161 tremores secundários. O medo de novos tremores fez com que muitas pessoas passassem a noite nas ruas, mesmo sob baixas temperaturas.

O terremoto desencadeou deslizamentos de terra em algumas áreas, mas autoridades iranianas disseram que equipes de resgate têm acesso a todas as cidades e vilarejos do país.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom