Acidentes de viação deixam 15 óbitos e 64 feridos nas estradas moçambicanas
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Redação  
Sexta, 09 Junho 2017 07:40
Share/Save/Bookmark

Um total de 28 acidentes de viação deixaram pelo menos 15 mortos e 64 feridos, dos quais 20 com gravidade, entre 27 de Maio passado e 02 de junho em curso, em diferentes rodovias de Moçambique. O excesso de velocidade e a má travessia de peões continuam na origem deste desastre, em particular de num número elevado de atropelamentos.

Em igual período do ano findo, houve 17 óbitos e 125 feridos, dos quais 25 em estado grave, por conta de 28 sinistros rodoviários.

Pese embora esta tímida redução do drama causado pelas viaturas, a Polícia disse que a preocupação prevalece e o desejo é que nenhuma pessoa perca a vida ou seja lesionado por conta dos acidentes de viação.

Para tal, é preciso que todos os segmentos da sociedade se envolvam na luta contra este mal, disse Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), à comunicação social, no habitual briefing.

Dos 28 acidentes, nove foram do tipo atropelamento carro/peão, oito despistes e capotamento, cinco choques entre carros, igual número de colisão entre carros e motorizadas e uma queda de passageiro.

O excesso de velocidade, a má travessia de peões, a condução em estado de embriagues e as deficiências mecânicas foram as principais causas dos referidos sinistros, de acordo com Inácio Dina.

A PRM disse igualmente que deteve dois indivíduos, supostamente por tentativa de suborno aos membros da Polícia de Trânsito (PT), com valores de variam de 200 a 400 meticais, nas províncias de Cabo Delgado e Tete, respectivamente.

Outros 17 cidadãos também caíram nas mãos das autoridades por se fazerem ao volante sem habilitações para o efeito, numa semana em que foram fiscalizadas 36.057 viaturas e 5.584 automobilistas multados por violação das regras elementares de trânsito.

Na mesma operação, os agentes da Lei e Ordem confiscaram um total de 445 cartas de condução e 348 livretes por os seus titulares terem infringido o Código da Estrada, segundo Dina.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom