Dez pessoas morrem e 96 ferem-se em acidentes de viação no sul e centro de Moçambique
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Redação  
Quinta, 29 Junho 2017 07:27
Share/Save/Bookmark

Foto de Cidadão RepórterPelo menos 10 pessoas morreram e 96 contraíram ferimentos graves e ligeiros, em consequência de acidentes de viação ocorridos, entre o fim-de-semana prolongado e esta terça-feira (27), nas regiões sul e centro de Moçambique, sendo uma das causas a irresponsabilidade por parte dos condutores, segundo as autoridades policiais.

Na tarde de terça-feira, no distrito de Alto Molócuè, província da Zambézia, duas pessoas perderam a vida e 26 feridas ficaram feridas, dos quais cinco com gravidade, em resultado de um acidente de viação envolvendo um autocarro pertencente à empresa ETRAGO.

As vítimas viajavam da cidade de Pemba, em Cabo Delgado, para Maputo, quando o autocarro em que se faziam transportar embateu num motociclo.

O sinistro, do tipo colisão e despiste, aconteceu na região de Muchiwa, localidade de Nacuaca.

Segundo a Polícia da República de Moçambique (PRM), na Zambézia, o acidente foi provocado por um motociclista, que atravessou a via indevidamente e o condutor não conseguiu evitar o pior.

Durante o fim-de-semana prolongado, na província de Sofala, um outro autocarro de transporte de passageiros, também da empresa ETRAGO, colidiu com um veículo pesado de mercadorias.

Os condutores dos dois veículos morreram no local e neste acidente 65 pessoas contraíram ferimentos, seis das quais em estado grave.

O desastre deu-se na “Casa Nova”, no posto administrativo de Muxúnguè, na Estrada Nacional número um (N1).

O @Verdade apurou que o motorista da ETRAGO efectuou uma ultrapassagem irregular.

Outras seis pessoas perderam a vida devido aos acidentes ocorridos nas cidades da Beira, Dondo e no distrito de Marínguè.

O excesso de velocidade e a má travessia de peões são consideradas algumas causas que estiveram na origem dos referidos sinistros, segundo a PRM, em Sofala. No passado sábado (24), outros cinco indivíduos contraíram ferimentos num acidente envolvendo sete viaturas e comboio, na ponte ferro-rodoviária, no distrito de Magude, província de Maputo.

O desastre envolveu sete viaturas, das quais três destinadas ao transporte semi-colectivos de passageiros, vulgo “Chapa”.

Dados preliminares da Polícia sugerem que os automobilistas desobedeceram as ordens dos guardas afectos à passagem de nível, o que terminou em danos humanos e materiais.

Trata-se de uma via usada comboios que circulam na linha do Limpopo e por viaturas que entram e saem da vila de Magude.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom