Duas vidas perdem-se em acidentes de viação em Maputo
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Emildo Sambo  
Terça, 05 Setembro 2017 07:49
Share/Save/Bookmark

Ao menos duas pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas, sete das quais com gravidade, em consequência de 11 acidentes de viação, ocorridos na semana finda, disse o Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), na capital moçambicana e admitiu que, pese embora as campanhas de sensibilização e/ou educação cívica com a vista à observância das regras básicas de trânsito, o luto e sangue persistem nas estradas.

Orlando Modumane, porta-voz daquela instituição do Estado, insistiu na necessidade de os condutores e os peões valorizarem as suas vidas, prestando mais atenção quando se fazem à via pública. “Infelizmente, apesar das acções de educação cívica (...)”, várias “pessoas perdem a vida e outras ficam mutiladas”, afirmou o polícia, lembrando que os sinistros rodoviários do tipo atropelamento carro/peão são os que preocupam sobremaneira, pois ocorrem em maior número.

Refira-se que, segundo o Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (INATTER), os atropelamentos constituem a principal causa de morte e trauma no país, afectando principalmente crianças em idade escolar, cujo grosso se faz à rua sem o acompanhamento de adultos.

“Reiteramos os apelos ao peões e automobilistas” para que se façam à estrada com responsabilidade, mormente estes últimos porque, supostamente, “conhecem as regras elementares de trânsito (...)”, disse Orlando Modumane.

Dos 11 acidentes registados de 25 de Agosto passado a 01 de Setembro corrente, pelo menos sete foram atropelamentos, dois choques entre carros e igual número de despiste e colisão contra obstáculos fixos, dos quais um deitou a abaixo um poste de iluminação pública.

No que à fiscalização rodoviária diz respeito, o trabalho da Polícia de Trânsito (PT) incidiu sobre 1.417 viaturas, o que resultou na aplicação de 697 multas.

Na mesma operação, 249 condutores foram submetidos ao teste álcool. Destes, 73 faziam-se ao volante embriagados, por isso, não escaparam dos castigos e 39 ficaram sem as respectivas cartas.

Em igual período do ano passado, a Polícia registou três óbitos e nove feridos, dos quais sete graves, devido a sete sinistros rodoviários.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 08 Setembro 2017 08:21
 
Avaliação: / 0
FracoBom