Dezanove pessoas mortas e 34 feridas em acidentes de viação na Manhiça e em Tete
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Redação  
Terça, 26 Setembro 2017 08:02
Share/Save/Bookmark

Foto de Cidadão RepórterDezanove pessoas perderam a vida e outras 34 contraíram ferimentos graves e ligeiros, em resultado de dois acidentes de viação ocorridos na manhã do último sábado (23), nos distritos da Manhiça e de Moatize, nas províncias de Maputo e Tete.

Num dos sinistros, 15 membros da mesma igreja em Maputo, perderam a vida em consequência de um acidente de viação ocorridos na Manhiça.

Foi o segundo acidente rodoviário a acontecer em três semanas depois 12 pessoas terem morrido e outras 42 contraído lesões, no distrito de Zavala, em Inhambane.

O sinistro, do tipo colisão frontal entre um camião de grande tonelagem, com a chapa de inscrição ADG 162 MC, e um autocarro de transporte de passageiros, com a chapa de matrícula ADB 828 MC, ocorreu de manhã, nas proximidades do cruzamento de Xinavane, na Estrada Nacional número Um (EN1).

Um cidadão cujo familiar ficou ligeiramente lesionado no mesmo acidente disse ao @Verdade que o condutor do autocarro fazia-se ao volante à alta velocidade e tentou efectuar uma ultrapassagem irregular a outros carros, tendo, por conseguinte, embatido frontalmente com aquele camião que circulava no sentido contrário.

A colisão foi violenta de tal sorte que o autocarro ficou totalmente destruído. Pelo menos oito pessoas morreram no local e alguns corpos, espalhados no asfalto, estavam irreconhecíveis. O trânsito ficou condicionando por várias horas.

Foto de Cidadão RepórterPara além dos 15 óbitos, houve 26 feridos, dos quais 19 graves. Destes, seis foram encaminhados ao Hospital Central de Maputo (HCM) e os restantes submetidos a tratamento médico no hospital da Manhiça.

As vítimas mortais e os sobreviventes, todos de uma congregação religiosa, partiram da cidade de Maputo para missão evangélica na província de Gaza.

Na manhã do mesmo sábado (23), outras quatro pessoas perderam a vida e oito ficaram feridas, em resultado de um outro acidente de viação ocorrido em Cadjia, no distrito de Moatize, província de Tete.

O carro envolvido no acidente é do Instituto de Comunicação Social (ICS). Capotou e entre as vítimas mortais consta Jacinto Jassitone, delegado daquele órgão em Tete.

Foto de Cidadão RepórterEle dirigia-se ao distrito de Angónia, na companhia de familiares, para uma cerimónia de graduação da sua filha, segundo o Notícias, que acrescenta que a esposa e filha do malogrado contraíram ferimentos graves, tendo sido transportados para o Hospital Provincial de Tete (HPT), onde recebem tratamento intensivo.

Devido à esta situação, Filipe Nyusi, Presidente da República, exortou aos moçambicanos, principalmente aos condutores, a reflectirem sobre a sinistralidade rodoviária no país.

Segundo ele, “os acidentes dependem da nossa postura e atitude: o veículo é nosso, a condução é feita por nós, também as travessias são feitas por nós. Os passageiros somos nós, então, exige da nossa parte a grande postura e atitude e sobretudo a responsabilidade. Não podemos continuar a assistir cidadãos a perderem as suas vidas, a perderemos seus bens, a perderem membros do seu corpo, por causa de irresponsabilidade de uma parte de moçambicanos. Queremos apelar para fazermos uma reflexão e denunciar a todos aqueles que não respeitam a vida do cidadão moçambicano, e não só”.

Nyusi falava após a deposição de uma coroa de flores na Praça dos Heróis Moçambicanos, por ocasião do 53º. aniversário do desencadeamento da Luta de Libertação Nacional e Dia das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Segunda, 02 Outubro 2017 06:46
 
Avaliação: / 4
FracoBom