Acidentes de viação matam em Maputo
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Emildo Sambo  
Quarta, 09 Maio 2018 08:13
Share/Save/Bookmark

A sinistralidade rodoviária deixou pelo menos quatro óbitos, cinco feridos graves e nove ligeiros e avultados danos materiais, na semana passada, na capital moçambicana. O habitual desrespeito pelas regras de trânsito pode ter concorrido para a desgraça, sugere a informação fornecida à imprensa pelas autoridades policiais.

A condução em estado de embriaguez, o excesso de velocidade, a ultrapassagem irregular e a má travessia de peões foram as principais causas, disse o porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Cidade de Maputo.

Falando no habitual briefing a jornalistas, na manhã de segunda-feira (07), Orlando Modumane explicou que, dos 14 acidentes de viação ocorridos de 30 de Abril passado a 06 de Maio corrente seis foram do tipo atropelamento, três choques entre carros, igual número de despistes e capotamento e duas colisões contra obstáculos fixos.

No âmbito da fiscalização rodoviária, a Polícia de Trânsito (PT) submeteu 289 automobilistas ao teste de ar expirado, tendo 89 acusado positivo, o que coloca o Código de Estraga em constante violação.

Ao todo, a Polícia apreendeu 211 cartas de condução, das quais 118 por condução em estado de embriaguez e as restantes porque “já estavam suspensas do sistema de controlo por os seus titulares” terem cometido várias irregulares.

Na mesma operação, as autoridades detiveram cinco indivíduos acusados de se fazerem ao volante sem as habilitações para o feito e nove por alegada “corrupção activa”.

Orlando Modumane disse que os visados tentaram subornar a PT, com valores que variam de 100 a 700 meticais, para se livrarem os multas que lhes tinham sido impostos.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Domingo, 13 Maio 2018 09:43
 
Avaliação: / 2
FracoBom