Sinistralidade rodoviária causa 38 mortos em uma semana nas estradas moçambicanas
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Emildo Sambo  
Sexta, 15 Junho 2018 08:05
Share/Save/Bookmark

Os acidentes de viação mataram 38 pessoas e causaram 66 feridos, dos quais 29 graves, de 02 a 08 de Junho em curso, algumas estradas moçambicanas, segundo as autoridades policiais, que estiveram presentes em algumas rodovias a fiscalizar o trânsito ou lá se fizeram por solicitação de citadinos.

Ao todo, a Polícia da República de Moçambique (PRM) registou 34 sinistros rodoviários. Destes, 19 foram do tipo atropelamento carro/peão, sete choques entre viaturas, cinco despistes e capotamento, entre outros.

Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da PRM, disse que, dos 34 acidentes, 19 resultaram do excesso de velocidade e outros da condução sob o efeito de álcool, da má travessia do peão, por exemplo.

Numa outra operação, a instituição que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei privou a liberdade de 12 automobilistas por alegada tentativa de suborno aos agentes da Polícia de Trânsito (PT).

O suposto suborno consistiu no desembolso de quantias que variam de 100 a 1.500 meticais para os visados estarem isentos das multas que lhes seriam aplicados em função das infracções cometidas, de acordo com Inácio Dina.

Ele fez saber, num outro desenvolvimento, que as autoridades confiscaram pelo menos 399 cartas de condução devido a várias irregularidades e detiveram seis indivíduos por se fazerem ao volante sem as habilitações para o efeito.

“Os acidentes de viação continuam a representar um grande desafios às autoridades policiais” e outras envolvidas na sua mitigação, disse o porta-voz do Comando-Geral da PRM, que falava no habitual briefing à imprensa, nas instalações do Ministério do Interior (MINT).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom