Alunos sem vagas no ensino presencial sugeridos ensino à distância em Maputo
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 17 Janeiro 2018 21:45

Foto de Emildo SamboO ano lectivo de 2018 arranca dentro de sensivelmente duas semanas, a 02 de Fevereiro próximo, nas escolas públicas de Moçambique. Na capital Maputo, as matrículas ainda estão em curso em muitos estabelecimentos de ensino, sobretudo da periferia, e decorrem num ambiente de verdadeira azáfama. Os pais e encarregados de educação a procurarem, a todo custo, vagas para os seus educandos da 8a e 11a classes, que registam maior procura a cada início do ano. Há alunos que por conta própria ou a mando dos seus progenitores estão, também, na mesma lufa-lufa, mas as direcções das escolas alegam que não estão em altura de satisfazer a todos devido à exiguidade de vagas. Todavia, a Direcção da Educação e Desenvolvimento Humano da Cidade de Maputo sugere que aqueles que não abrangidos pelo sistema optem pelo ensino à distancia, que este ano contará com mais de 4.400 vagas.

 
Governo vai contratar só 55 novos professores para escolas de Maputo este ano
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Quarta, 17 Janeiro 2018 21:43

Foto de Emildo SamboA Direcção da Educação e Desenvolvimento Humano da Cidade de Maputo vai contratar apenas 55 professores para todos os níveis de ensino, número que está aquém das necessidades, no presente ano lectivo, cuja abertura está marcada para 02 de Fevereiro próximo, em todo o país. Segundo a projecção do sector, cerca de 345 mil alunos vão sentar no banco da escola e o processo de matrículas ainda está curso, devendo terminar até 22 de Janeiro corrente.

 
Homens armados alastram furor e mortes em Cabo Delgado
Destaques - Nacional
Escrito por Redação   
Quarta, 17 Janeiro 2018 07:56

Sete pessoas, das quais um técnico de saúde, morreram vítimas de ataques realizados por um grupo de homens armados cuja origem ainda é desconhecida, na noite do último sábado (13) e de segunda-feira (15), nos distritos de Palma e Nangade, na província de Cabo Delgado.

 
Procuradoria e tribunal desmentem PRM e mandam libertar mulher detida por alegado assassinato do marido na Beira
Destaques - Nacional
Escrito por Redação   
Quinta, 11 Janeiro 2018 21:47

A mulher e o irmão detidos, semana passada, pela Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade da Beira, província de Sofala, acusados de orquestrar o assassinato do marido daquela e depois simularem enforcamento, foram restituídos à liberdade, após uma semana de reclusão, por ordens da procuradoria e do tribunal locais, que fundamentam que os indiciados são inocentes e o malogrado suicidou-se.

 
SERNIC, criado há um ano, sem novidades sobre o assassinato de políticos em Moçambique
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 09 Janeiro 2018 22:46

O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), criando através da Lei número 2/2017, de 09 de Janeiro, parou, na terça-feira (09), para assinalar a passagem do primeiro aniversário, numa altura em que vários crimes continuam por esclarecer, entre eles o assassinato e atentado contra a de vida dos membros dos partidos políticos da oposição e académicos. Sobre este assunto, não se tem ainda novos desenvolvimentos e o director-geral daquela entidade fala, sem pormenores, de investigações em curso, a mesma justificação em que se escudou, durante anos da sua vigência, a extinta Polícia de Investigação Criminal (PIC), bem como a Procuradoria-Geral da República (PGR).

 
Prevalece temor de ataques em Mocímboa da Praia e Polícia detém mais suspeitos
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 09 Janeiro 2018 22:44

O receio de haver novos ataques e a convicção de que o grupo armado que atacou, sucessivamente, três unidades policiais, na madrugada de 05 de Outubro de 2017, no distrito de Mocímboa da Praia, província de Cabo Delgado, ainda não foi completamente desarticulado ainda imperam. A Polícia da República de Moçambique (PRM) privou, semana finda, a liberdade de 24 moçambicanos suspeitos de fazer parte do referido grupo.

 
Funcionários do INATTER em Sofala envolvem-se em falcatruas e podem acabar na cadeia
Destaques - Nacional
Escrito por Redação   
Terça, 09 Janeiro 2018 06:54

Quatro cidadãos, dois dos quais funcionários do Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (INATTER), em Sofala, estão a contas com as autoridades judiciais, acusados de corrupção passiva para actos ilícitos, corrupção activa, furto e falsificação de documentos, abuso de cargo ou função e associação para delinquir.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 79