Descobertos mais de 500 casos de fraude nos exames INATTER em Nampula
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Júlio Paulino  
Sexta, 21 Abril 2017 08:26
Share/Save/Bookmark

Um total de 544 candidatos a condutores a exames teóricos no centro de sistema electrónico de múltipla, localizado no bairro de Napipine, na cidade de Nampula, foram descobertos pelo Instituto Nacional de Transportes Terrestres (INATTER), após terem pago dinheiro a fim de obter resultados positivos. O esquema fraudulento envolveu funcionários e um guarda afectos àquela entidade do Estado e algumas escolas de condução.

Os casos foram descobertos entre 10 de Junho de 2016 e 27 de Janeiro de 2017.

Informações em poder do @Verdade e confirmadas pela direcção do INATTER, bem como por alguns funcionários seniores em Nampula, indicam que a fraude consistia na desactivação das câmaras de vigilância, por sinal ligadas através do sistema online com a sede da instituição, em Maputo.

O esquema tinha em vista apagar os vestígios de reverificação dos vídeos e, em seguida, os examinadores faziam as suas manobras e para obter benefícios monetários por via dos candidatos.

Há relatos de casos em que as imagens de videovigilância apareciam viciadas e concluiu-se que tal só podia ser obra de um técnico do INATTER.

Na sequência da referida fraude a direcção-geral daquela instituição emitiu uma carta datada a 16 de Marco de 2017, com a referência 117/INATTER/DG/026/17, à qual o @Verdade teve acesso, dirigida à chefe de repartição de especialização de Nampula.

O conteúdo da missiva era a confirmação da existência de 544 exames teóricos feitos de forma fraudulenta.

As pessoas que orquestraram tal esquema foram afastadas do sistema multimédia e os candidatos envolvidos serão submetidos a novas provas, mas só depois de transcorrido um ano. Isto é, só em Janeiro de 2018, em cumprimento dos artigos 5, 11 e 12 do regulamento de exames de condução aprovado pelo diploma ministerial n° 127/2017.

A delegada do INATTER em Nampula, Joharia Ismael, confirmou ao @Verdade que o problema a que nos referimos existe mas escusou-se a dar detalhes.

O caso já é do domínio do governador da província de Nampula e da Procuradoria-Geral da República naquele ponto do país. Decorrem diligências com vista a responsabilizar os indivíduos envolvidos.

"Já foi nomeado um funcionário interno do INATTER que vai trabalhar com um outro especialista da secretaria provincial a fim de tramitar o processo disciplinar contra os infractores, enquanto criminalmente cabe aos órgãos de justiça. Também indicámos um novo técnico para o sala de exames", disse a delegada.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom