Banco Mundial prevê “contribuição negativa da industria transformadora no PIB em 2017 pela primeira vez desde 1994”
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  
Terça, 13 Fevereiro 2018 07:37
Share/Save/Bookmark

Banco Mundial “Desenvolvimentos Económicos Recentes” em MoçambiqueContrastando com o Instituto Nacional de Estatística (INE), que afirma que a confiança dos empresários na economia de Moçambique encerrou o ano de 2017 em alta, o Banco Mundial diagnosticou uma “queda na confiança do sector privado e na procura pública” no nosso país, prevê “uma contribuição negativa da industria transformadora no PIB em 2017 pela primeira vez desde 1994” o que deverá culminar com uma descida para 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB), muito abaixo dos 5,5% projectados pelo Governo.

Os “Indicadores de Confiança e de Clima Económico”, produzido todos os meses pelo INE refere que a confiança dos empresários do sector real, “recuperou no quarto trimestre, ao registar um aumento considerável se comparado com o terceiro trimestre de 2017, facto que esteve em linha com as expectativas da procura e de emprego que se apreciaram positivamente pelo terceiro trimestre consecutivo”.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística “O indicador da perspectiva da procura continuou pelo terceiro trimestre consecutivo em subida de forma ligeira, facto favorecido pela apreciação positiva do indicador em análise, nos sectores da produção industrial, de construção e de outros serviços não financeiros, o que permitiu suplantar as avaliações negativas da procura futura nos sectores de transportes, de comércio e de alojamento e restauração no mesmo período em análise”.

Além disso o documento indica que “Entre os meses de Outubro e Dezembro, o indicador de perspectiva de emprego consolidou a trajectória de três trimestres positivos que vem registando, ao incrementar num ritmo ligeiro face ao trimestre anterior, tendo por isso o nível do seu saldo se situado próximo da média da respectiva série temporal”.

Economia moçambicana terá abrandado para 3,1% do PIB

Banco Mundial “Desenvolvimentos Económicos Recentes” em MoçambiqueTodavia esta análise animadora contrasta com a avaliação que o Banco Mundial apresentou no passado dia 07 de Fevereiro em Maputo e que diagnostica que “A confiança permanece subjugada dado que o nível de procura continua deprimido, enquanto a nível de procura no sector público tem vindo a reduzir desde 2015”.

De acordo com Shireen Mahdi, a economista do Banco Mundial que fez a apresentação sobre os , a economia terá abrandado para 3,1% do PIB, muito abaixo dos 5,5% projectados pelo Governo, como resultado da transmissão da crise da Dívida Pública para os sectores reais da economia.

“Prevê-se uma contribuição negativa da industria transformadora no PIB em 2017 pela primeira vez desde 1994 como resultado da queda de produção industrial. Isto cria um contexto muito difícil para o sector privado e para a capacidade de gerar produção e criar novos empregos na economia”, acrescenta o Banco Mundial.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom